A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Lupa e Redes Cordiais promovem maratona de lives sobre desinformação no Instagram

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.ago.2020 | 20h00 |

A Agência Lupa e o Redes Cordiais promovem na próxima semana uma maratona de lives no Instagram para discutir os efeitos da desinformação em diferentes áreas. As conversas com influenciadores digitais ocorrerão do dia 17 ao dia 21 de agosto, sempre às 13h, no perfil da Agência Lupa no Instagram, o @agencia_lupa, e serão conduzidas pelas jornalistas Alana Rizzo e Clara Becker, do Redes Cordiais.

Na segunda-feira, Alana conversa com a jornalista Patrícia Campos Mello sobre a cobertura jornalística do tema. Na terça é a vez de Clara falar com o cientista social, filósofo e ator Rodrigo França sobre como a desinformação alimenta o preconceito contra grupos considerados minoritários. Na quarta, Alana debate o impacto das informações falsa na reputação e como lidar com crises de imagem, recebendo Pedro Tourinho. Na quinta, a conversa se volta para a área da saúde, com o pediatra Daniel Becker, e na sexta, o pesquisador Fabio Malini fala sobre o impacto da desinformação no ambiente digital.

“A Lupa já se consolidou como um espaço de discussão sobre desinformação, além de um local onde é possível encontrar informação confiável. Essa ação consolida nosso posicionamento voltado para a reflexão em cima deste tema. Nesse contexto, é fundamental contarmos com a parceria do Redes Cordiais, que nos ajuda a escalar essas discussões a partir dessa rede de influenciadores, aumentando o alcance desse exercício de reflexão”, pontua Natália Leal, diretora de conteúdo da Lupa.

A maratona de lives é uma das ações da parceria estabelecida entre a Lupa e o Redes Cordiais ainda no início da pandemia de Covid-19 no Brasil, com o objetivo de conscientizar e alertar sobre os riscos da desinformação neste momento. Além dessa série de conversas, também está prevista uma série de vídeos em que influenciadores dão dicas para não cair em desinformação.

“A maratona de lives faz parte de um ciclo de ações coletivas criadas para dimensionar as consequências da desinformação nas mais diferentes esferas de sociedade. As conversas ao vivo, as checagens de boatos e os vídeos gravados por influenciadores são diálogos que se alinham às diretrizes do Redes Cordiais e da Agência Lupa sobre a importância de informação confiável, segura, assim como a responsabilidade das vozes que reverberam esses conteúdos”, diz Alana Rizzo, fundadora do Redes Cordiais.

Confira a programação:

Maratona de lives Lupa-Redes Cordiais

Todos os dias, às 13h, no @agencia_lupa no Instagram

Segunda-feira, 17 de agosto: O papel do jornalista no combate às fake news, com Alana Rizzo e Patrícia Campos Mello

Terça-feira, 18 de agosto: O uso da desinformação para alimentar o racismo estrutural, com Clara Becker e Rodrigo França

Quarta-feira, 19 de agosto: Como lidar com crises de imagem criadas por notícias falsas, com Alana Rizzo e Pedro Tourinho

Quinta-feira, 20 de agosto: Informações falsas também afetam a sua saúde, com Clara Becker e Daniel Becker

Sexta-feira, 21 de agosto: As bolhas de desinformação no ambiente digital, com Alana Rizzo e Fábio Malini

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo