A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Foto: Elói Corrêa/GOVBA

#Verificamos: É falso que Camila Pitanga descobriu erro nos laudos médicos, e que está com Covid-19

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
21.ago.2020 | 14h28 |

Circula nas redes sociais um tuíte supostamente publicado pelo jornal O Estado de São Paulo (Estadão). O texto diz que a atriz Camila Pitanga, diagnosticada na semana passada com malária, falou nas redes sociais que descobriu erros nos laudos médicos. Na verdade, ela teria contraído Covid-19, segundo a publicação. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Camila Pitanga volta à internet e choca os fãs ao revelar que após realizar tratamento com Cloroquina, descobriu erros nos laudos médicos, que apontavam Covid-19 ao invés de malária”
Imagem publicada no Facebook que, até as 13h do dia 20 de agosto de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 1,4 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A imagem que circula nas redes sociais, originalmente, foi publicada como sátira por um perfil no Twitter, mas vem sendo compartilhada como se fosse verdadeira no Facebook. O texto foi publicado originalmente na quinta-feira (20), na página Estabão (@Estabao_Brasil), que se descreve como um “perfil paródia”. O perfil utiliza a marca do jornal O Estado de São Paulo (Estadão) para fazer paródias e memes. A página oficial do jornal, no Twitter, é outra (@Estadao).

Além disso, nas redes sociais da atriz Camila Pitanga (Instagram e Twitter), não há nenhuma postagem sobre o suposto erro nos laudos médicos. Tampouco na imprensa foi publicado algo sobre a atriz estar, de fato, com Covid-19.

Pitanga publicou no Instagram, na segunda-feira (10), que ela e a filha foram diagnosticadas com malária, após permanecer em isolamento social em Barra do Una, praia localizada no litoral de São Paulo. A atriz contou que se sentiu mal e temia que estivesse com Covid-19, já que seus sintomas – febre alta e calafrios – também podem ser causados pelo novo coronavírus. Contudo, Camila realizou um teste RT-PCR e o resultado foi negativo.

A atriz está tomando cloroquina e primaquina para se recuperar. A cloroquina é utilizada desde os anos de 1930 para tratar malária e tem a sua eficácia comprovada para essa doença específica.

Na semana passada, a Lupa checou outro conteúdo sobre a atriz, também dizendo que ela teria contraído o novo coronavírus. Na ocasião, a assessoria da atriz encaminhou pelo WhatsApp à reportagem uma foto que mostrou que ela, de fato, não testou positivo para Covid-19.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo