A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É antiga foto que mostra ex-governador Pezão ao lado de Rodrigo Maia e outros políticos do RJ

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
08.set.2020 | 19h12 |

Circula nas redes sociais uma foto que reúne diversos políticos do Rio de Janeiro ao redor de uma mesa, a exemplo do ex-governador Luiz Fernando Pezão e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), todos sem máscara. A legenda da imagem diz que ela foi registrada no último final de semana, para comemorar o aniversário de Pezão, que está em prisão domiciliar. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Festinha desse final de semana aniversário na casa do Pezão (em prisão domiciliar) com convidados ilustres! VAI VENDO AÍ!”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 16h do dia 8 de setembro de 2020, tinha sido compartilhada por mais de 2,3 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A foto original foi registrada pela fotógrafa Ana Paula Silva e publicada no jornal Diário do Vale, em 2 de março de 2018. Na época, Pezão era o governador do Rio e ainda não tinha sido preso na Operação Boca de Lobo, desdobramento da Lava Jato, acusado de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Além disso, o aniversário do ex-governador é em 29 de março, não em setembro.

Segundo a publicação do Diário do Vale, a imagem foi feita durante almoço na casa do ex-prefeito de Volta Redonda (RJ) Antônio Francisco Neto. Ele era cotado, na época, para ser candidato a vice-governador em uma eventual chapa encabeçada pelo ex-prefeito do Rio, Cesar Maia, que é pai do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Pezão foi preso em 29 de novembro de 2018, por decisão do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com as investigações, o ex-governador integrava o núcleo político de uma organização criminosa que, ao longo dos últimos anos, cometeu vários crimes contra a administração pública, como organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção. Segundo o Ministério Público Federal, Pezão manteve o funcionamento da organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral, dando prosseguimento à cobrança de 5% de propina nos grandes contratos firmados pelo governo estadual.

Em dezembro de 2019, a Sexta Turma do STJ substituiu a prisão do ex-governador por medidas cautelares alternativas. Pezão foi solto, mas usa tornozeleira eletrônica e não pode sair de casa à noite.

Informação similar foi verificada por Aos Fatos e Boatos.org.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo