A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#CaiuNaRede: É fake que germicida creolina cure a Covid-19

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
16.set.2020 | 15h22 |

Em uma transmissão ao vivo, um homem diz que se curou da Covid-19 após beber uma mistura de creolina com café. “Eu passei por um momento muito difícil com a Covid-19. Eu resolvi fazer essa live hoje porque eu tomei a creolina ontem à noite, com muita diarreia, com muita dor no corpo e eu fui curado”, afirma. O material foi analisado no Caiu na rede: é fake?. Confira:

“Eu passei por um momento muito difícil com a Covid-19. Eu resolvi fazer essa live hoje porque eu tomei a creolina ontem à noite, com muita diarreia, com muita dor no corpo e eu fui curado”

Homem em transmissão ao vivo no YouTube, que retirou o material do ar por conter informações falsas e prejudiciais à saúde

FALSO

A informação analisada é falsa. A creolina não cura a Covid-19. Ela é um desinfetante e germicida de comprovada ação bactericida e fungicida. Segundo a bula do produto, seu uso é ambiental, e não deve ser aplicado em animais ou humanos. Tem eficácia comprovada como desinfetante de instalações rurais, como granjas, aviários, pocilgas, estábulos, haras, cocheiras, canis e galpões.

A creolina tem registro no Brasil apenas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Não há registro dela na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que regula medicamentos farmacêuticos humanos. A Eurofarma, que fabrica a creolina no Brasil, afirma que a utilização deve ser feita sob orientação de um médico veterinário, já que o produto é perigoso para animais e humanos.

Há vários cuidados a serem tomados na hora de se usar creolina. Ela não deve entrar em contato com a pele nem ser inalada ou ingerida. Caso isso ocorra acidentalmente, há risco de dores de estômago, de cabeça, nos olhos, dor e vermelhidão na pele, náusea, vômito, diarreia e tremores. Ou seja, o produto é tóxico e perigoso.

Até o momento, não há medicamento, substância ou vacina que possa curar, tratar ou prevenir a doença causada pelo novo coronavírus.

Nota da redação: o projeto Caiu na rede: é fake? é uma parceria da Agência Lupa com Voz das Comunidades e Favela em Pauta e conta com o apoio da Fundação Heinrich Böll Brasil.

Editado por: Marcela Duarte e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo