A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que bandeira brasileira foi ‘espalhada por Dubai’ graças a Bolsonaro

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.set.2020 | 19h58 |

Circula pelas redes sociais um post com a afirmação de que Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, “espalhou a bandeira do Brasil por todo o país”. O post diz ainda que o “príncipe Hamdan bin Mohammed Maktoum” disse que o Brasil está se destacando no mundo graças ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Dubai, espalha bandeira do Brasil pelo país (…)”
Texto de foto em post publicado no Facebook que, até as 17h de 22 de setembro de 2020, tinha mais de 1 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A bandeira do Brasil que aparece na imagem não foi hasteada em Dubai, mas em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos. Além disso, a cena retratada é antiga. O registro ocorreu em 2019, durante visita do presidente Jair Bolsonaro ao país. Uma versão da mesma foto, sem o texto sobreposto, foi publicada em 27 de outubro do ano passado pelo site Portal do Amazonas. Os prédios que aparecem ao fundo são as Torres Eithad, um complexo de cinco edifícios ocupados por um hotel e escritórios comerciais. 

A embaixada dos Emirados Árabes Unidos afirmou, em nota, que a imagem foi tirada do seu contexto original e não retrata algo que acontece atualmente. “As bandeiras foram colocadas em Abu Dhabi em outubro de 2019, por ocasião da visita oficial do presidente Bolsonaro a nosso país. Atualmente, não há bandeiras brasileiras hasteadas pelos Emirados Árabes Unidos em homenagem ao Brasil”, diz o texto.


“(…) e príncipe Hamdan bin Mohammed Maktoum diz, Brasil está em destaque no mundo graças ao Bolsonaro”
Texto de foto em post publicado no Facebook que, até as 17h de 22 de setembro de 2020, tinha mais de 1 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não foi encontrada nenhuma declaração registrada pela imprensa internacional do príncipe herdeiro de Dubai, Hamdan bin Mohammed Al Maktoum, dizendo que o Brasil se destaca no mundo graças a Bolsonaro. Também não há menções no seu Twitter à visita feita pelo presidente brasileiro aos Emirados Árabes Unidos no ano passado 

O príncipe de Dubai não assina a declaração conjunta feita pelos dois países em 27 de outubro, disponível no site do Ministério das Relações Exteriores. Seu nome também não aparece em reportagem publicada pela Agência de Notícias dos Emirados sobre a visita de Bolsonaro no ano passado. As duas nações reafirmaram o compromisso de aumentar seus laços comerciais, a cooperação e os investimentos em áreas como energia, turismo, defesa e meio ambiente.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo