A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Bill Gates disse que vacina contra Covid-19 vai alterar o DNA das pessoas

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.set.2020 | 20h17 |

Circula pelas redes sociais que Bill Gates, cofundador da Microsoft, afirmou que a vacina contra a Covid-19 vai alterar o DNA das pessoas. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Bill Gates afirmou que a vacina contra Covid-19 vai alterar o DNA das pessoas”
Texto em imagem publicada no Facebook  que, até às 13h20 de 28 de setembro de 2020, tinha 467 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Bill Gates nunca afirmou que a vacina contra a Covid-19 vai alterar o DNA das pessoas. A publicação distorce um trecho de um texto publicado em 30 de abril de 2020 pelo próprio empresário em seu blog, o Gates Notes, intitulado “O que você precisa saber sobre a vacina contra a covid-19”. Esse conteúdo teve uma versão em vídeo. Nele, Gates demonstrou como as vacinas funcionam no organismo para combater uma doença. Mostrou também como agem as vacinas de RNA e DNA, que usam novas tecnologias consideradas por ele como promissoras contra a Covid-19.

Diferentemente do que sugere o post, o cofundador da Microsoft explicou que esse tipo de imunização “dá ao corpo o código genético necessário para produzir o próprio antígeno”, e não que altera o DNA das pessoas. As vacinas tradicionais introduzem uma versão inativa do vírus no corpo para levar o organismo a produzir anticorpos. As vacinas de DNA e RNA estimulam o sistema imunológico a neutralizar a doença de forma diferente, ao inserir no corpo um fragmento modificado do código genético do vírus. No caso da Covid-19, os cientistas têm usado uma receita para produzir a proteína spike, que permite a entrada do vírus nas células. Depois disso, essa molécula é reconhecida como inimiga pelo organismo, provocando uma resposta imune. Nada disso afeta o DNA das pessoas imunizadas.

A Fundação Bill e Melinda Gates é patrocinadora do laboratório Moderna, pioneiro no desenvolvimento desse tipo de vacina. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esse método oferece vantagens sobre as abordagens tradicionais. Uma delas é a ausência de qualquer agente infeccioso no organismo, como um vírus inativo. A outra é a relativa facilidade de fabricação em grande escala. Por ser uma tecnologia recente, no entanto, os testes em humanos só avançaram até os estágios finais na pandemia da Covid-19.

Embora tenha demonstrado entusiasmo, o próprio Bill Gates afirmou em seu blog que, mesmo que as vacinas de DNA e RNA sejam promissoras, é preciso seguir buscando outras opções. “Ainda não sabemos como será a vacina da Covid-19. Até que o façamos, temos que seguir em frente com o máximo de abordagens possíveis”, escreveu ele em abril.

Até 3 de setembro, 321 vacinas eram candidatas a combater a Covid-19. Dessas, 40 já estão nos testes clínicos, conforme o boletim da OMS divulgado nesta segunda (28). Entre as 40 candidatas, seis são de DNA e quatro de RNA. Os laboratórios Moderna/NIAID e BioNTech/Fosun Pharma/Pfizer, que desenvolvem vacinas na plataforma de RNA, já iniciaram a terceira fase de testes.

A publicação verificada pela Lupa reproduz o título de um conteúdo publicado no site Blog do Dina e classificado como falso, omitindo o contexto original daquele texto. Em julho deste ano, outra peça de desinformação sobre vacinas de RNA e DNA circulou pelas redes sociais e foi verificada pela Lupa.  

Conteúdos similares também foram verificados pelo Estadão Verifica e Boatos.org.

 Nota: ‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo