A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É montagem foto de Manuela D’Ávila com tatuagens de Che Guevara e Lenin

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.set.2020 | 16h51 |

Circula pelas redes sociais um post com duas fotos de Manuela D’Ávila (PCdoB), candidata à prefeitura de Porto Alegre. Numa delas, a política aparece com olheiras e com tatuagens de Che Guevara e de Lenin no peito e no braço, respectivamente. A imagem da esquerda é comparada a uma foto de 2020, à direita, em que ela posa como candidata à prefeitura de Porto Alegre (RS) ao lado do candidato à vice, Miguel Rossetto (PT). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Agora a Maconhela é recatada e do lar”
Fotos publicadas em post no Facebook  que, até às 13h20 de 30 de setembro de 2020, tinha 506 compartilhamentos

FALSO

A foto analisada pela Lupa é falsa. Manuela D’Ávila (PCdoB) não tem tatuagens de Che Guevara (1928 – 1967), médico e guerrilheiro argentino que atuou na revolução cubana; e nem de Lenin (1870 – 1924), ex-chefe de governo da Rússia e União Soviética, como aparenta a foto à esquerda do post. Os desenhos dos líderes comunistas foram inseridos digitalmente no corpo da política, assim como a faixa presidencial. As olheiras foram aumentadas.

A manipulação foi feita a partir de um foto tirada em 10 de novembro de 2017. Nesse dia, Manuela participou de uma entrevista na Rádio Guaíba, em Porto Alegre. A foto original foi publicada pelo jornalista e então repórter da rádio Lucas Rivas em seu perfil no Twitter, e pode ser localizada por meio de uma busca reversa no Google.

A primeira vez que a foto falsa viralizou nas redes sociais e em grupos de WhatsApp foi em novembro de 2017. Já naquele ano, a jornalista comentou o conteúdo manipulado em seus perfis nas redes sociais: “aumentaram minhas olheiras (são grandes mesmo, eu acordo às 5 com minha filha! E ainda a amamento pro desespero dos que sexualizam esse ato lindo da natureza!) e fizeram mais tatuagens em meu corpo. Tenho muitas tatuagens mesmo e as exibo porque são lindas. Não são esses desenhos feinhos que vocês fizeram de Lenin e Che. A faixa presidencial também foi colocada aí. Nunca a coloquei. Mas estou na disputa”, escreveu em 21 de novembro de 2017.

Na época, Manuela era pré-candidata à presidência da República pelo PCdoB. Em 2018, quando a jornalista disputou as eleições presidenciais como vice de Fernando Haddad (PT), a foto voltou a circular e foi novamente classificada como falsa por sites de notícias e plataformas de verificação de fatos, como o UOL e o Estadão Verifica.  

Com a candidatura de Manuela à prefeitura de Porto Alegre confirmada no dia 12 de setembro, o mesmo conteúdo falso voltou a circular. Dessa vez, comparando a imagem digitalmente alterada de 2017 com uma foto oficial da campanha para as eleições de 2020. Na foto atual, Manuela aparece com corte de cabelo diferente e veste uma blusa branca que cobre os braços. Ela está ao lado do candidato à vice, Miguel Rossetto (PT).  O post ironiza o novo visual da candidata e sugere que ela agora está “recatada e do lar.”

A candidata respondeu os conteúdos e comentários acerca do novo corte de cabelo em seu perfil no Twitter: “meu cabelo mudou mt nesses anos, cabelos brancos apareceram, cortes mudaram… O q n muda é o machismo nos comentários. Não vemos ngm discutindo os cabelos dos homens, né?”, escreveu.   

Esse conteúdo também foi verificado pelo Boatos.org.

Nota: ‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo