A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que lojas Havan estão contratando através de post no Facebook

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.out.2020 | 19h27 |

Circula pelas redes sociais que a lojas Havan estaria contratando brasileiros de 16 a 55 anos para cargos de atendente, auxiliar de produção e estoquista. Segundo o texto, os interessados pelas vagas precisam comentar “sim” no post do Facebook para serem procurados por um responsável pela Havan. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

PRECISAMOS COM OU SEM EXPERIÊNCIA.! (16 a 55 anos) CARGOS: Atendente, Aux de Produção, Estoquista. ( interessados envie uma mensagem! ) Horário: Segunda à Sábado das 8:00 às 16:00 Salário: 1,550,00 a 2.950,00 + Benefícios ! Interessados envie uma mensagem deixem um ” S I M” que entraremos em contato para prosseguir com mais detalhes.
Texto compartilhado no Facebook que, até às 17h do dia 22 de outubro de 2020, tinha sido compartilhado mais de 8 mil pessoas no Facebook 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa da lojas Havan informou, em nota, que o cadastramento para as vagas acontece apenas pelo site oficial da empresa. “Qualquer anúncio de vagas de emprego, que não seja, nesse site ou nas redes sociais oficiais da Havan [Facebook e Instagram] (…) Qualquer coisa fora desses endereços que te passei, não é verdadeiro”, disse a assessoria. 

A Lupa já verificou outros golpes que usavam o mesmo estilo de texto. Após o usuário comentar no post, um robô entra em contato e pede para o interessado na vaga seguir alguns passos. Uma interface parecida com a do Facebook normalmente é mostrada, simulando a página inicial e pedindo login e senha. Quando o usuário preenche esses dados, o golpe é aplicado, roubando as informações da conta. 

Em julho, a Lupa publicou uma reportagem que mostrava que, durante a pandemia da Covid-19, essas fraudes estavam sendo usadas para enganar pessoas na América Latina, Espanha e Portugal. Contabilizamos um total de 65 checagens feitas por jornalistas que falavam sobre esse assunto.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo