A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Homem que aparece armado em vídeo não é neto do sambista Neguinho da Beija-Flor

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.out.2020 | 18h49 |

Circula pelas redes sociais um vídeo em que um homem aparece fumando enquanto mostra uma arma de fogo. De acordo com o texto, o homem seria o neto do sambista Neguinho da Beija-Flor, que morreu após ser baleado pela Polícia Militar no último sábado (17). “Olha o Anjinho (Neto) do Neguinho da Beija Flor. Que se diz arrasado pela Violência que os Negros sofrem no Pais”, diz a legenda. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Olha o Anjinho ( Neto ) do Neguinho da Beija Flor.
Que se diz arrasado pela Violência que os Negros sofrem no Pais.
2 grandes mentiras 1° Anjo não usa Droga e nem anda Armado .. 2° ele não me parece Negro …”
Legenda de vídeo que circula no WhatsApp e no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Em nota, o Departamento Geral de Polícia da Baixada Fluminense (DGPB) informou que “não procede a informação de que o vídeo veiculado nas redes sociais é do neto do cantor Neguinho da Beija-Flor”. Gabriel Marcondes (20), neto do sambista, foi morto pela Polícia Militar (PM) no último sábado (17), enquanto trabalhava em um baile funk no Morro da Bacia, município de Nova Iguaçu (RJ). 

Em nota à imprensa, a PM informou que os policiais atendiam a uma denúncia sobre um evento não autorizado e, quando chegaram no local, teriam sido recebidos por disparos de arma de fogo. Quatro pessoas foram baleadas no confronto e três delas, incluindo Gabriel, morreram. De acordo com Neguinho da Beija-Flor, o neto tinha uma empresa de montagem de tendas e estava trabalhando no evento quando a polícia chegou. 

O delegado Willians Batista de Souza disse ao Uol que um dos homens foi preso em flagrante e está em custódia hospitalar.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo