A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que exposição ao sol, refeições com ovo e ‘alimentos alcalinos’ tenham efeito contra Covid-19

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
23.out.2020 | 21h24 |

Circula pelas redes sociais um texto que sugere que a Covid-19 pode ser prevenida com alimentos quentes e exposição ao sol. O texto também fala na suposta eficácia de alimentos alcalinos para prevenção à doença. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Azitromicina; tomar *1* por dia á partir do 3º dia – para diminuir o contágio, diminuir os sintomas e prevenir pneumonia – .

Também pode-se usar – para ser mais rápido na cura – o Ivermectina ou Anitta”
Texto que circula no Whatsapp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe nenhum remédio comprovadamente eficaz contra a Covid-19 para casos leves. O único medicamento que tem efeito comprovado no tratamento desta doença é a dexametasona, que só deve ser usada em pacientes hospitalizados.

A azitromicina é um antibiótico e pode ser usada contra infecções bacterianas secundárias em casos de Covid-19, mas não atua diretamente contra o SARS-Cov-2, vírus causador da doença. Como todo antibiótico, ele só deve ser usado a partir de orientação médica. Não há nenhum estudo publicado em revista científica que comprove a eficácia da ivermectina ou nitazoxanida contra Covid-19.


“O Covid-19 se liga ao Oxigênio – portanto – a qualidade do sangue fica ruim, com menos oxigênio”
Texto que circula no Whatsapp

FALSO

Covid-19 é o nome da doença, e não do vírus – que se chama SARS-Cov-2. Ele não “se liga ao oxigênio” e diminui a oxigenação do sangue. O que, de fato, acontece é que o vírus invade e destrói células do organismo. Quando isso acontece no pulmão, pode resultar na diminuição da oxigenação do sangue.

__________

“➙ Conselho de hospitais de isolamento, podemos fazer em casa.

◉ Medicamentos que são tomados em hospitais de isolamento;

  • Vitamina C-1000
  • Vitamina E (E)
  • Refeição de Ovo uma vez
  • Todas as refeições devem ser quentes (não frias). Isto é tudo o que fazemos nos hospitais para fortalecer o sistema imunológico”

Texto que circula no Whatsapp

FALSO

Essa informação foi verificada pela Lupa em setembro e é falsa. Não há comprovação científica de benefícios contra a Covid-19 sobre nenhum dos alimentos citados. A Organização Mundial da Saúde (OMS) apenas orienta adotar hábitos saudáveis de alimentação para fortalecer o sistema imunológico, recomendação que também é adotada pelo Ministério da Saúde.

A Lupa também verificou, especificamente, conteúdo que falava sobre a eficácia do consumo de ovos contra a Covid-19. A informação também é falsa.


“De 10:00am á 11:00am, sente-se ao Sol por 15 a 20 minutos”
Texto que circula no Whatsapp

FALSO

Essa informação circulou no início de julho, após a publicação de uma pesquisa que indicou que a luz solar poderia matar o novo coronavírus em menos de uma hora, dependo de condições ambientais. Contudo, isso vale somente para vírus que estão no ambiente, e não serve como profilaxia ou tratamento para Covid-19.

Em seu site, a Organização Mundial da Saúde (OMS) já afirmou que se expor ao sol ou a temperaturas acima dos 25 graus não previne a Covid-19. A OMS também já esclareceu que uma pessoa pode contrair a doença causada pelo novo coronavírus independentemente do quão quente ou ensolarado é o clima do local onde mora.


“➙ Observe que o pH do Coronavírus varia de 5,5 á 8,5.

Portanto – tudo o que precisamos fazer – para eliminar o vírus é consumirmos mais alimentos alcalinos, acima do nível de acidez do vírus.

Tais como;
◉ Bananas Limão verde → 9,9 pH
◉ Limão Amarelo → 8,2 pH
◉ Abacate – 15,6 pH
◉ Alho – 13,2 pH
◉ Manga – 8,7 pH
◉ Tangerina – 8,5 pH
◉ Abacaxi – 12,7 pH
◉ Agrião – 22,7 pH
◉ Laranjas – 9,2 pH”
Texto que circula no Whatsapp

FALSO

Essa informação já foi verificada pela Lupa em abril e é falsa. Não existem estudos que comprovem que  a doença causada pelo novo coronavírus é “imune a organismos com um PH maior que 5,5”. Não existe um “pH do organismo humano”, e sim diferentes tecidos do corpo com diferentes graus de acidez. 

Além disso, todos os pHs dos alimentos citados estão errados. A quase totalidade dos alimentos consumidos por humanos têm pH inferior a 7. Normalmente, a escala de pH é entre 0, ou acidez máxima, e 14, alcalinidade máxima – há, contudo, casos bastante específicos no qual números fora dessa escala podem ser alcançados.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo