A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Ceará programou lockdown com duração de três meses para depois das eleições municipais

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.out.2020 | 16h46 |

Circula pelas redes sociais um áudio que afirma que o governo do Ceará planeja uma paralisação de três meses a partir de 16 de novembro, um dia depois da votação do primeiro turno das eleições municipais. Segundo o autor da mensagem, o Ceará já está com quase 100% de ocupação de leitos nos hospitais em razão da Covid-19. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Amigos, bom dia! Eu tenho uma notícia não muito boa para dar para os colegas. Eu atendo a coordenadora geral da epidemiologia do estado do Ceará. O governo já tem um plano de paralisação por três meses depois das eleições. Os amigos se preparem financeiramente, se preparem psicologicamente. Tudo vai parar novamente. Dia 16 de novembro vai ter um lockdown em Fortaleza novamente. (…) Eu to avisando para que os amigos não passem pelo que passaram na primeira onda. Ceará já está com a capacidade quase a 100% de ocupação de leitos por conta da Covid e está para colapsar o sistema novamente, tá?”

Mensagem de áudio que circula em grupos de WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não há previsão de paralisação, lockdown ou medidas similares programadas pelo governo do Ceará. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde e também pela coordenação de imprensa do Estado. A secretaria de comunicação do Ceará compartilhou uma arte em que desmente a peça de desinformação.

Também não procede a informação de que o Ceará esteja com quase 100% dos leitos de UTI ocupados em razão da Covid-19. Até às 14h20 desta segunda (26), a taxa de ocupação nos hospitais cearenses era de 55,5%. A maior taxa de ocupação de leitos de UTI no Estado foi de 90,9%, registrada em maio deste ano. Os dados são do IntegraSus, portal de indicadores sobre o novo coronavírus.

O boletim epidemiológico mais recente do governo cearense sobre a doença, divulgado no dia 22 de outubro, indica que o Estado teve um aumento de 1,6% em número de casos e redução de 55,2% de óbitos registrados na última semana em relação a anterior. No total, desde março até até 17 de outubro, foram confirmados 265.680 casos da doença no Ceará.

Para evitar um aumento de contágio, novo decreto estadual (página 1) entrou em vigor nesta segunda (26) proibindo a realização de eventos festivos em ambientes fechados no Ceará. Em nota, o governador Camilo Santana (PT) disse que “especialistas da saúde apresentaram argumentos e estudos que apontam serem esses locais fechados os maiores disseminadores do coronavírus neste momento, com maior potencial de risco de contaminação, principalmente quando não há o uso da máscara.” Na mesma nota, ele desmente o boato sobre lockdown.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores por meio do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo