A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que jornal chileno publicou charge na qual Bolsonaro resiste ao comunismo

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.out.2020 | 17h33 |

Circula pelas redes sociais um post com a imagem de uma charge supostamente publicada pelo jornal chileno El Mercurio. A ilustração mostra a morte batendo quatro portas, cada uma delas representando um país sul-americano. Na Venezuela e na Argentina, a porta está coberta de sangue. Jair Bolsonaro está à frente da porta que representa o Brasil segurando uma metralhadora. Por fim, o “comunismo” estaria batendo à porta do Chile. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Charge do jornal chileno El Mercurio. Precisa falar mais?”
Imagem que circula no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O jornal chileno El Mercurio publicou hoje, na página dedicada ao editorial, uma charge relacionada ao plebiscito ocorrido no domingo (25). A charge, contudo, não está relacionada ao “comunismo”, nem a outros países sul-americanos e nem ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

A ilustração foi feita em um modelo de meme que viralizou no Brasil em agosto, época em que Paris Saint-Germain e Bayern de Munique disputaram a final da Liga dos Campeões da Europa. 

Em plebiscito, os eleitores do Chile aprovaram a revogação da Constituição em vigor no país, redigida e aprovada durante a ditadura militar no país, e substituí-la por uma nova carta, a ser elaborada por uma Assembleia Constituinte. 

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo