A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Curitiba: Christiane Yared erra valor de emenda parlamentar para o turismo

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
03.nov.2020 | 10h00 |

A candidata à prefeitura de Curitiba Christiane Yared (PL) ocupa a terceira posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Ibope no dia 22 de outubro. Em sua campanha, ela concedeu uma entrevista ao jornal Plural e participou de um evento da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Paraná com candidatos das eleições municipais. A Lupa analisou algumas de suas falas. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

Goura (PDT), Fernando Francischini (PSL), empatados em segundo lugar, e Rafael Greca (DEM), primeiro em intenções de voto na mesma pesquisa, também tiveram falas analisadas, e o resultado dessas verificações será publicado nos dias 11 e 13 de novembro, respectivamente.

Confira o grau de veracidade do que disse Christiane Yared:

“Eu mandei uma emenda de um milhão e meio para trocar as barracas”
Christiane Yared (PL), candidata a prefeita de Curitiba, em evento da Abrasel Paraná em 20 de outubro

EXAGERADO

Christiane Yared, no cargo de deputada federal, destinou uma emenda parlamentar de R$ 1 milhão para a área do turismo em 2019. Nela, havia o valor empenhado de R$ 955 mil para a “revitalização de infraestrutura de acesso à feira de artesanato do Largo da Ordem no município de Curitiba”. Até agora, não houve o pagamento para o início da revitalização.

Procurada, a assessoria da candidata respondeu que, quando o parlamentar empenha um determinado valor e a prefeitura não usa o valor total, a diferença volta para a União. No Portal da Transparência da União, não consta o valor empenhado de R$ 1,5 milhão para a troca da estrutura.


“Uma questão também são as secretarias [municipais], são 28”
Christiane Yared (PL), candidata a prefeita de Curitiba, em entrevista ao jornal Plural em 26 de outubro

FALSO

Curitiba tem atualmente 13 secretarias. Em julho de 2019, Rafael Greca (DEM), prefeito de Curitiba, sancionou a lei nº 15.461 que estabeleceu a extinção, a fusão e a criação de secretarias. Com a nova legislação, o número passou de 18 secretarias para 13. A Procuradoria Geral do Município também é considerada uma secretaria, de acordo com a prefeitura. Outros órgãos que constam na página do site da prefeitura de Curitiba não têm status de secretaria.

Procurada, a assessoria da candidata informou que a fala considerou o que está dentro do orçamento do município, e que todos os 28 órgãos apresentados no site da prefeitura ocupam um espaço de secretaria na gestão, mesmo aqueles que não são identificados como tal. No orçamento anual, porém, cada secretaria recebe um valor de forma individualizada, como se pode observar no Quadro de Detalhamento da Despesa da Administração Municipal de 2020.


“(…) nós temos aí quase R$ 600 mil por mês que são pagos a comissionados”
Christiane Yared (PL), candidata a prefeita de Curitiba, em entrevista ao jornal Plural em 26 de outubro

FALSO

Em nota, a prefeitura informou que os atuais 479 cargos comissionados no município receberam R$ 5,6 milhões nos pagamentos do mês de outubro.

Procurada, a assessoria da candidata informou que houve uma confusão no momento de responder ao jornalista e que o número “600” se referia, na verdade, à quantidade de funcionários comissionados na época em que foi realizada a pesquisa da candidata. Curitiba tem hoje 479 funcionários comissionados, como informa a prefeitura em nota, e 623 cargos comissionados disponíveis para serem ocupados.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhastApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Marcela Duarte e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo