Tem certeza que deseja sair da sua conta?

Maceió: Alfredo Gaspar se contradiz ao realizar eventos após anunciar cancelamento

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
04.nov.2020 | 20h31 |

O candidato à prefeitura de Maceió Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB) ocupa a primeira posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Ibope em 23 de outubro de 2020. Ele  aparece empatado com JHC (PSB). Em sua campanha, participa de caravanas, entrevistas e se manifesta em suas redes sociais. A Lupa analisou algumas de suas falas. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

JHC também teve falas checadas e publicadas na mesma data de Alfredo Gaspar. Cícero Almeida (Democracia Cristã) e Davi Davino Filho (Progressistas) — quarto e terceiro em intenções de voto na mesma pesquisa — também tiveram falas analisadas, e o resultado dessas verificações foi divulgado nos dias 28 e 26 e outubro, respectivamente. 

Confira o grau de veracidade do que disse Alfredo Gaspar:

“A partir de agora, nossa coligação está cancelando todas as caminhadas da campanha eleitoral. Só faremos reuniões (…) com a distância segura entre as pessoas”
Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB), candidato a prefeito de Maceió, em publicação no seu perfil do Instagram em 7 de outubro de 2020

FALSO

Depois do comunicado, o candidato compartilhou, em seu perfil no Instagram, fotos de caravanas que realizou em diversos bairros da capital, como Canaã, Prado e Conjunto Peixoto, em que aparece sem máscara e  bem próximo de outras pessoas. Mendonça ainda fez um chamamento aos moradores do Benedito Bentes para participarem de caravana do evento.

Procurada, a assessoria do candidato disse que Alfredo Gaspar respeita as determinações do TRE “percorrendo os bairros em cima de um veículo” e utilizando “uma bicicleta para andar pelas ruas, com o devido distanciamento”.


“Entrei com um processo bilionário contra a empresa [Braskem] de R$ 6,709 milhões
Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB), candidato a prefeito de Maceió, em sabatina da TV Mar em 26 de outubro de 2020

VERDADEIRO, MAS

De acordo com a nota pública divulgada pelo Ministério Público do Estado de Alagoas no dia 2 de abril de 2019, “o processo bilionário” refere-se a medida cautelar de ativos financeiros e bens no valor de R$ 6.709.440.000, proposta pelo MPE e pela Defensoria Pública do Estado de Alagoas. A ação tem por objetivo garantir as indenizações das vítimas do caso Pinheiro, caso o relatório da CPRM responsabilize a Braskem pelo danos que aconteceram nos bairros afetados.

Alfredo Gaspar, então procurador-geral de Justiça, afirmou em entrevista coletiva que não queria ser protagonista. “Até porque não fui quem conduzi [a tutela cautelar].”

Procurada, a assessoria de Mendonça afirmou que o candidato “liderou uma força tarefa contra a Braskem, responsabilizando a empresa pelo desastre ambiental”. Além disso, compartilhou as ações realizadas: pedido de tutela cautelar, agravo de instrumento e adiantamento a ação cautelar.


“Foi assim [prestigiando o funcionalismo público] que fiz no MP implantando o PCCS”
Alfredo Gaspar de Mendonça (MDB), candidato a prefeito de Maceió, em sabatina da TV Mar em 26 de outubro de 2020

VERDADEIRO

O Sistema de Apoio do Processo Legislativo da Assembleia Legislativa de Alagoas aponta o Ministério Público do Estado como autor da Lei Ordinária n° 8.025/2018, que trata do Plano de Carreira, Cargos e Salários (PCCS) dos funcionários do órgão. Na época, o candidato era procurador-geral de Justiça. O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Alagoas (Simpeal) agradeceu publicamente Alfredo Gaspar pelo apoio na aprovação do Plano de Cargo e Carreiras dos servidores do Ministério Público.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhatsApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo