Tem certeza que deseja sair da sua conta?

São Paulo: Bruno Covas erra ao comentar taxa de isolamento durante o rodízio ampliado

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
05.nov.2020 | 15h00 |

Concorrendo à reeleição da prefeitura de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) ocupa a primeira posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha em 23 de outubro de 2020. Em sua campanha, tem participado de sabatinas e divulgado propostas em suas redes sociais. A Lupa analisou algumas de suas falas. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

Márcio França, Guilherme Boulos e Celso Russomanno — quarto,  terceiro e segundo colocados em intenções de voto na mesma pesquisa — também tiveram falas analisadas, e o resultado dessas verificações foi publicado nos dias 27 de outubro, 29 de outubro e 3 de novembro, respectivamente.

Confira o grau de veracidade do que disse Bruno Covas:

“O rodízio [ampliado] reverteu uma tendência que nós tivemos em abril (…) de redução dos isolamentos sociais. A gente começou o mês de março com isolamento alto, ele foi regredindo em abril e, em maio, nós conseguimos reverter essa tendência”
Bruno Covas (PSDB), candidato a prefeito de São Paulo, na sabatina feita pelo El País em parceria com o My News em 16 de outubro de 2020

FALSO

O rodízio ampliado esteve em vigor entre os dias 11 e 17 de maio de 2020. Dados do Sistema de Monitoramento Inteligente de São Paulo mostram que nesse período, a taxa de isolamento da cidade esteve entre 48% e 49% durante a semana, subindo apenas no sábado e domingo para 52% e 56%, respectivamente. Em abril, antes do rodízio ampliado, as taxas de isolamento ficaram entre 47% e 50% nos dias úteis e acima de 50% nos finais de semana e feriado. A medida, portanto, não alterou os índices.

Procurada, a assessoria do candidato afirmou que o rodízio emergencial em maio reduziu a circulação de veículos. “Retiramos, em média, 1,27 milhão de veículos por dia. Mesmo assim, não surtiu o efeito no nível de isolamento social que desejávamos, abaixo de 50%.”


“[Quando assumimos], a fila era de 60 mil crianças aguardando vaga em creche, e a promessa foi de criar 85 mil vagas”

Bruno Covas (PSDB), candidato a prefeito de São Paulo, na sabatina feita pelo El País em parceria com o My News em 16 de outubro de 2020

VERDADEIRO

Dados da Secretaria de Educação mostram que a demanda por vagas em creches era de 65.040 no final de 2016, quando João Doria foi eleito. Bruno Covas era o vice na chapa e assumiu a prefeitura em 2018, quando Doria se licenciou para concorrer ao governo do estado. O programa de metas 2017-2020 estabeleceu o objetivo de oferecer 85 mil vagas em creches da rede municipal. O relatório do programa de metas estima que 35 mil vagas serão disponibilizadas até dezembro de 2020, totalizando 85 mil novas vagas em toda gestão. 


“Nós não vamos ter redução de orçamento (…) na Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho”
Bruno Covas (PSDB), candidato a prefeito de São Paulo, na sabatina feita pelo El País em parceria com o My News em 16 de outubro de 2020

FALSO

De acordo com dados da Lei Orçamentária, o orçamento previsto para a Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Econômico era de R$162,2 milhões em 2020. A Proposta Orçamentário para 2021, estima que a despesa da secretaria seja de R$127 milhões, uma queda de 22% no orçamento.

Procurado, o candidato não respondeu.


 

“São 2,5 milhões de alunos na rede municipal, estadual e privada aqui na cidade de São Paulo”
Bruno Covas (PSDB), candidato a prefeito de São Paulo, na sabatina feita pelo El País em parceria com o My News em 16 de outubro de 2020

VERDADEIRO

Dados do IBGE de 2018 mostram que o número de matrículas no ensino básico na cidade de São Paulo é de 2.465.292.


310 quilômetros de ciclovias foram requalificados”
Bruno Covas (PSDB), candidato a prefeito de São Paulo, na sabatina feita pelo El País em parceria com o My News em 16 de outubro de 2020

FALSO

Segundo o relatório do Programa de Metas, o objetivo da prefeitura era requalificar 310,6 quilômetros de ciclovias, no entanto, apenas 150 quilômetros foram reformados até setembro de 2020. O relatório aponta também que 181,5 quilômetros estão em progresso.

Procurado, o candidato não respondeu.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhatsApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Marcela Duarte e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo