Tem certeza que deseja sair da sua conta?

Teresina: Ex-secretário de Cultura, Fábio Novo exagera dados da pasta

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.nov.2020 | 11h00 |

O candidato à prefeitura de Teresina Fábio Novo (PT) ocupa a quarta posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Ibope em 30 de outubro de 2020. Ele foi secretário estadual de Cultura entre junho de 2015 e abril de 2020, e tem dado entrevistas para  divulgar suas propostas. A Lupa analisou algumas de suas falas. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

Fábio Abreu (PL), Kleber Montezuma (PSDB) e Dr. Pessoa (MDB) — terceiro, segundo e primeiro lugar em intenções de voto na mesma pesquisa — também tiveram falas analisadas, e o resultado dessas verificações será publicado nos dias 9, 12 e 14 de novembro, respectivamente.

Confira o grau de veracidade do que disse Fábio Novo:

“Os alunos que saem da rede municipal hoje, quando eles chegam no 1º ano do ensino médio, 25% estão reprovados”
Fábio Novo (PT), candidato a prefeito de Teresina, em sabatina da TV Antena 10 em 1º de outubro de 2020

EXAGERADO

De acordo com dados do Inep, a taxa de reprovação dos alunos no ensino médio em Teresina foi de 18,1% em 2019; 16,6% em 2018; e 15,1% em 2017.

Procurado, o candidato não respondeu.


“[A Biblioteca Estadual Cromwell de Carvalho] abriu um projeto (…) chamando “Te aquieta e lê”, onde ofertou 7 mil livros que chegou na casa dos piauienses de graça no período da pandemia”
Fábio Novo (PT), candidato a prefeito de Teresina, em sabatina da TV Antena 10 em 1º de outubro de 2020

EXAGERADO

De acordo com a Secretaria da Cultura do Piauí, foram entregues 5 mil livros em 131 cidades do Piauí dentro do projeto “Te aquieta e lê”. O número de livros distribuídos é superior ao prometido inicialmente, de quase mil livros no período de quarentena, mas é menor do que o dado citado pelo candidato.

O projeto foi implementado pela Secretaria da Cultura do Piauí ainda na gestão de Fábio Novo (PT) como secretário.

Procurado, o candidato não respondeu.


“Eu tenho mãos limpas. Eu não respondo a nenhum inquérito policial. Nenhum processo eu tenho”
Fábio Novo (PT), candidato a prefeito de Teresina, em sabatina da TV Antena 10 em 1º de outubro de 2020

VERDADEIRO

De acordo com as certidões do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, na Seção Judiciária do Estado do Piauí e na 2ª instância do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí nada consta em registros de ações e execuções criminais e militar contra o candidato Fábio Novo (PT).

Todas as certidões negativas foram disponibilizadas pelo candidato ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


“Somente 22% das nossas crianças estão nas creches”
Fábio Novo (PT), candidato a prefeito de Teresina, em entrevista à TV O Dia em 16 de outubro de 2020

EXAGERADO

De acordo com a Secretaria de Educação de Teresina, atualmente são 14.104 alunos de 0 a 3 anos matriculados, o que representa 25,4% da  demanda de crianças nessa faixa etária. A secretaria ainda afirma que, desde 2016, Teresina universalizou a matrícula de 4 e 5 anos, focando agora em atender as crianças de 2 e 3 anos de idade.

Procurado, o candidato não respondeu.


“Nas vésperas da eleição (o prefeito Firmino Filho) resolveu fazer a mudança de nível dos professores que estava represada desde 2015”
Fábio Novo (PT), candidato a prefeito de Teresina, em entrevista à TV O Dia em 16 de outubro de 2020

 

EXAGERADO

De acordo com a portaria nº 952/2020 publicada no Diário Oficial de 20 de outubro de 2020; foram concedidas naquela data progressões e promoções a 999 servidores públicos da Rede de Ensino do Município de Teresina. A promoção ocorreu já dentro do período da disputa eleitoral.

Contudo, houve progressão de nível dos servidores da Educação após o ano de 2015. Em 2019, a prefeitura de Teresina concedeu promoções aos servidores da Educação, como consta na portaria nº 2.208/2019, publicada no Diário Oficial de 23 de dezembro de 2019. No ano anterior, também constam progressões e promoções a servidores da Educação no Diário Oficial de 27 de setembro de 2018.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhatsApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo