A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?

Vitória: Fabrício Gandini erra ao falar sobre crescimento da frota de veículos da capital

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.nov.2020 | 10h00 |

O candidato à prefeitura de Vitória Fabrício Gandini (Cidadania) ocupa a primeira posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Ibope em 13 de outubro de 2020, empatado com João Coser (PT). Em campanha, Gandini concedeu entrevistas aos veículos de comunicação capixaba. A Lupa analisou algumas de suas declarações. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

João Coser (PT), que está empatado na primeira posição com Fabrício Gandini, também teve falas checadas e publicadas em 6 de novembro. Neuzinha de Oliveira (PSDB), terceira colocada na disputa, e Lorenzo Pazolini (Republicanos), segundo colocado, também tiveram falas analisadas, e o resultado dessas verificações foi publicado em 28 de outubro e 30 de outubro, respectivamente.

Confira o grau de veracidade do que disse Fabrício Gandini:

“Para vocês terem noção, 7% ao ano é o crescimento da frota de veículos na cidade de Vitória”
Fabrício Gandini (Cidadania), candidato a prefeito de Vitória, em entrevista à Televisão Educativa do Espírito Santo em 16 de outubro de 2020

FALSO

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran), no ano passado, a frota de veículos da capital cresceu 1,31%. Em 2018, 2,25% mais em relação ao ano anterior. Os dados também apontam que, em 2016, houve uma redução de 0,13% da frota. Analisando a última década, a média do aumento ao ano de automóveis diversos nas ruas do município é de 2,34%. De 2005 a 2019, apenas em 2007 houve crescimento de 7,86% em relação ao ano anterior. 

Procurada, a assessoria do candidato reconheceu o erro. 


“[Vitória é] a terceira melhor capital do país para se empreender”
Fabrício Gandini (Cidadania), candidato a prefeito de Vitória, em entrevista à Televisão Educativa do Espírito Santo em 16 de outubro de 2020

VERDADEIRO

Segundo o Índice de Cidades Empreendedoras de 2017, realizado pela Endeavor Brasil, Vitória está em terceiro lugar no ranking de cidades empreendedoras com 7,309, atrás apenas de São Paulo (8,492) e Florianópolis (8,178).

Para o  estudo, foram analisadas 32 cidades brasileiras de 22 estados. Para atribuir a pontuação, são levados em conta quesitos como ambiente regulatório, infraestrutura, mercado, cultura empreendedora e inovação, por exemplo.


“Nossa educação vem melhorando no Ideb há alguns anos”
Fabrício Gandini (Cidadania), candidato a prefeito de Vitória, em entrevista à Televisão Educativa do Espírito Santo em 16 de outubro de 2020

VERDADEIRO, MAS

De acordo com dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), há um crescimento, ao longo dos anos, nas notas dos anos iniciais e finais do ensino fundamental de Vitória.

Em 2019, os anos iniciais (4° e 5° ano) do ensino fundamental da capital tiveram nota 5,6. Em 2005, o resultado havia sido de 4,1. Já os anos finais (8° e 9° ano), em 2019, receberam uma média de 4,6, contra 3,5 em 2005. 

Apesar do crescimento, desde 2015, os anos inicias do ensino fundamental estão com a nota estagnada em 5,6. Nas últimas duas avaliações, não alcançaram a meta estipulada ― 5,7 em 2017 e 6 em 2019.

Os anos finais não atingem a média projetada desde 2013. Segundo o indicador, em 2019, a nota atribuída ao 8° e 9° ano do ensino fundamental da capital foi a mais distante da meta, que era 5,2 e o resultado, 4,6. 


“Quando o prefeito Luciano entrou, eram 33,9 homicídios por 100 mil habitantes”
Fabrício Gandini (Cidadania), candidato a prefeito de Vitória, em entrevista ao jornal Folha Vitória em 26 de outubro de 2020

VERDADEIRO

Em 2013, Luciano Rezende, filiado na época ao PPS, foi prefeito. Segundo dados do Anuário de Segurança Pública de 2015 (página 46), naquele ano, a taxa de homicídios dolosos por 100 mil habitantes em Vitória era de 33,3.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhatsApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo