A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#CaiuNaRede: Agência de comunicação já preencheu vaga para assessor de imprensa

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.nov.2020 | 14h00 |

Circula nas redes sociais uma mensagem sobre uma vaga para trabalhar com assessoria de imprensa na empresa Lead Comunicação. A postagem informa que o cargo seria para estagiário ou recém-formado. O conteúdo foi verificado no Caiu na rede: é fake?. Confira:

“Estamos com uma vaga de estágio ou recém formado em Assessoria de Imprensa aqui na LEAD”
Trecho do texto que está sendo compartilhado em grupos de WhatsApp

VERDADEIRO, MAS

A informação é verdadeira, mas a vaga já foi preenchida. As informações da mensagem compartilhada sobre a vaga e os contatos são verdadeiras. A fundadora da Lead, a jornalista Flávia Tenório, informou que a vaga realmente existiu, mas que o processo seletivo está encerrado.

Nota da redação: o projeto Caiu na rede: é fake? é uma parceria da Agência Lupa com Voz das Comunidades, Favela em Pauta e Maré de Notícias e conta com o apoio da Fundação Heinrich Böll Brasil.  

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo