Tem certeza que deseja sair da sua conta?

Palmas: Cinthia Ribeiro erra ao falar sobre participação em debates eleitorais

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
13.nov.2020 | 23h20 |

A candidata à prefeitura de Palmas Cinthia Ribeiro (PSDB) ocupa a primeira posição na pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Ibope em 22 de outubro de 2020. Em 3 abril de 2018, ela assumiu a prefeitura do município após a renúncia do então prefeito Carlos Amastha. A candidata utiliza as redes sociais e as entrevistas para falar sobre o avanço de Palmas durante a sua gestão. A Lupa analisou algumas de suas falas. A checagem faz parte do projeto Democracia Digital, no qual jornalistas de todas as capitais do Brasil verificam discursos dos quatro candidatos melhores colocados nas pesquisas de intenção de voto em 2020.

Tiago Amastha Andrino (PSB) e Vanda Monteiro (PSL), empatados em quarto na pesquisa de intenção de voto, Eli Borges (Solidariedade), terceiro na mesma pesquisa, e Professor Júnior Geo (PROS), segundo melhor posicionado, tiveram falas checadas e publicadas em 2, 6 e 9 de novembro, respectivamente.

Confira o grau de veracidade do que disse Cinthia Ribeiro:

“A taxa de ocupação hospitalar [está] em torno de 23,62% (…) tanto dos leitos clínicos quanto os leitos de UTI”

Cinthia Ribeiro (PSDB), candidata a prefeita de Palmas, em entrevista para a Coluna do Cleber Toledo, em 15 de outubro de 2020

FALSO

De acordo com o o boletim epidemiológico n° 209, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Palmas, a taxa de ocupação de leitos clínicos nas redes pública e privada da cidade era de 16,7% no dia 14 de outubro (um dia antes da afirmação da candidata). Já a taxa de ocupação de leitos de UTI era de 30,6%. 

A taxa mencionada por Cinthia Ribeiro está próxima da ocupação hospitalar total de Palmas em 14 de outubro: 23,8%. 

Procurada, a assessoria de Cinthia Ribeiro afirmou que ela cometeu  “um equívoco na hora de falar”.


“Nós comparecemos (…) a vários debates”
Cinthia Ribeiro (PSDB), candidata a prefeita de Palmas, em entrevista para o Cidade Alerta Tocantins, em 2 de novembro de 2020

FALSO

Até 2 de novembro, dois debates com os candidatos à prefeitura de Palmas tinham sido realizados: o primeiro pela TV Jovem, em 30 de outubro, e o segundo pela TV Norte Tocantins, em 31 de outubro. Cinthia Ribeiro, porém, não compareceu a nenhum deles. 

O  mediador do debate da TV Jovem, Paulo Carneiro, explicou que o representante da candidata assinou o termo de confirmação da participação, porém ela não compareceu pois “tem sofrido ataques e por isso opta por não participar”. Marisol Almofrey, mediadora do debate realizado pela TV Norte, explicou que a Cinthia Ribeiro foi convidada para o debate, mas decidiu não comparecer porque “tem sofrido ataques e por isso preferiu não participar”. 

Procurada pela Lupa, a assessoria da candidata justificou que a fala de Cinthia Ribeiro era sobre “debate de ideias com entidades”. O entrevistador, no entanto, havia perguntado sobre os debates entre os candidatos. Antes, a assessoria confirmou que a candidata não foi a nenhum debate. 


“Nós trouxemos um modelo, para nosso plano de governo, de um hospital municipal escola”
Cinthia Ribeiro (PSDB), candidata a prefeita de Palmas, em entrevista para o Cidade Alerta Tocantins, em 2 de novembro de 2020

VERDADEIRO

No seu plano de governo, registrado no Tribunal Superior Eleitoral, Cinthia Ribeiro, de fato, apresenta o hospital municipal escola como a primeira proposta da área da saúde. O fato de Palmas não ter um hospital municipal é alvo de críticas de outros candidatos na campanha.

Nota da redação: O projeto Democracia Digital é uma iniciativa da Lupa, do Instituto de Tecnologia & Equidade (IT&E) e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, com apoio do WhatsApp e dos Tribunais Regionais Eleitorais de todo o Brasil. As checagens produzidas são distribuídas gratuitamente a rádios universitárias do país, com apoio do Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP).

Editado por: Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo