A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que candidata à prefeitura de Santa Luzia (MA) teve chapa cassada

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.nov.2020 | 15h13 |

Circula nas redes sociais que a atual prefeita e candidata à reeleição à prefeitura de Santa Luzia (MA), Francilene Paixão (PP), teve a candidatura cassada. A decisão teria sido tomada pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Alexandre de Moraes. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que este conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação.

“Prefeita França do Macaquinho acaba de ser condenada através de decisão monocrática do ministro relator do TSE. E tem todos os seus direitos políticos suspensos por 8 anos! Com a decisão toda a chapa da atual prefeita e vice-prefeito fica inelegível e todos os votos da referida chapa serão anulados pela justiça”
Imagem que circula no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Em nota, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que a decisão atribuída ao ministro Alexandre de Moraes não é verdadeira. “Foi distribuída uma decisão falsa, de 13 páginas. O episódio mostra mais uma desinformação que a Justiça Eleitoral tenta combater e que causa um grande malefício para a democracia brasileira”, diz.

A falsa decisão informava que a atual prefeita e candidata à reeleição ao cargo do executivo do município de Santa Luzia, MA, Francilene Paixão (PP), teria a inscrição da chapa indeferida por compra de votos. Também afirmava que a candidata teria seus direitos políticos suspensos por oito anos. Contudo, de acordo com o TSE, o registro de Francilene foi deferido. As informações podem ser acessadas no sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo