A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Fernado Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernado Frazão/Agência Brasil

#Verificamos: É falso que urnas indicaram mensagem de ‘candidato inexistente’ para filho de Bolsonaro

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.nov.2020 | 21h19 |

Circula pelas redes sociais que duas seções eleitorais teriam apresentando um problema no Rio de Janeiro. De acordo com a publicação, uma eleitora recebeu a imagem “candidato inexistente” ao tentar votar no candidato a vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos). A situação supostamente aconteceu “nas seções 435 e 443” na capital carioca. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Bom dia @CarlosBolsonaro votei agora no Colégio Santos Anjos.Zona 007, seção 435 e 443. Ao digitar seu número a urna informou que era candidato INEXISTENTE.Tivemos que chamar mesário e somente na quarta digitação do seu número apareceu a sua foto e a opção de confirmar o voto”
Texto publicado no Twitter que, até as 19h do dia 03 de novembro de 2020, foi compartilhado por 1,3 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) informou que as urnas não reportaram tal problema. Fiscais do órgão averiguaram que, das duas seções citadas, apenas a 443 teve situação similar registrada em ata. Nela, uma eleitora digitou várias vezes o número errado do candidato Carlos Bolsonaro (Republicanos) e, por isso, recebia a mensagem de “candidato inexistente”. “Essa eleitora recebeu então a ajuda do mesário Eduardo Augusto de Paula, que apresentou a ela o catálogo com os números corretos de todos os candidatos. A eleitora percebeu o erro e conseguiu votar normalmente.”, diz em nota

O TRE também informa que após o encerramento da votação, a equipe de fiscais checou o boletim e encontrou “vários votos ao candidato Carlos Bolsonaro”.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo