A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Divulgação / Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ)
Foto: Divulgação / Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ)

#Verificamos: É falso que resultado da eleição para prefeito em Queimados (RJ) está sob investigação e pode mudar

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
28.nov.2020 | 17h38 |

Esta publicação foi corrigida às 14h34 do dia 29 de novembro de 2020. Veja abaixo.

Circula nas redes sociais que o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) teria suspendido o resultado das eleições em Queimados, município da região metropolitana da capital. O texto diz que há em curso “diversas investigações” que poderiam alterar o resultado do pleito. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Urgente! TRE suspendeu o resultado das eleições no site e no aplicativo, apenas em Queimados! Conforme apuramos, existem diversas investigações em curso podem mudar o resultado das eleições. Partidos estão sendo investigados por candidaturas laranjas e também existem investigações de possíveis compras de votos.”

Texto publicado no Facebook, que até o dia 28 de novembro de 2020, às 16h34, tinha 83 compartilhamentos. 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A captura de tela utilizada na publicação é da seção de resultados por prefeitos eleitos do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e é verdadeira. Contudo, isso não muda a eleição de Glauco Kaizer (Solidariedade) para prefeito do município. O cartório eleitoral da cidade precisou fazer a retotalização dos votos, uma vez que o candidato Edmilson Gomes (PCdoB), cuja candidatura tinha sido, inicialmente, indeferida, teve sua participação nas eleições aprovada pela Justiça. Ele teve somente 364 votos, e ficou na décima colocação. 

Segundo a assessoria de imprensa do TRE-RJ, as notas foram publicadas nos campos dos resultados do município porque o “cartório eleitoral da cidade havia alterado a situação de julgamento de alguns candidatos, mas sem fazer a retotalização, como necessário”. Essa situação não é exclusiva de Queimados. Só no Rio de Janeiro, essa mensagem aparece nas eleições para prefeito de Carapebus, Duque de Caxias, Magé, Paraíba do Sul, Petrópolis, Silva Jardim, Varre-Sai e Volta Redonda. 

Questionada se existe alguma investigação ou reavaliação da contagem de votos em Queimados, a assessoria do TRE-RJ informou que não há nenhuma ação em curso nesse sentido e que a situação da eleição para prefeito na cidade está “absolutamente resolvida”. 

Outro candidato a prefeito de Queimados cuja situação jurídica ainda depende de julgamento é Zaqueu (PSD). Ele ficou em segundo lugar na votação no último domingo (15), com 16.887 votos (25,61% do total). Segundo o portal DivulgaCand, do TSE, sua candidatura foi deferida, mas há recurso contra a decisãoContudo, assim como no caso de Gomes, a futura decisão do tribunal não afeta o resultado final da eleição, pois quem venceu a eleição foi Kaizer, com 19.010 votos (28,83%). A situação do prefeito eleito é regular. Queimados tem menos de 200 mil eleitores e, portanto, não tem segundo turno.

Correção às 20h15 do dia 28 de novembro de 2020: Ao contrário do que foi informado inicialmente, a retotalização aconteceu por causa de uma mudança na situação jurídica de Edmilson Gomes (PCdoB), e não de Zaqueu (PSD). Em ambos os casos, essa mudança não altera o resultado final do pleito. Veja a versão anterior dessa checagem abaixo:

A informação analisada pela Lupa é falsa. A captura de tela utilizada na publicação é da seção de resultados por prefeitos eleitos do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e é verdadeira. Contudo, isso não muda a eleição de Glauco Kaizer (Solidariedade) para prefeito do município. A totalização dos votos não foi concluída porque a candidatura do candidato Zaqueu (PSD), que ficou em segundo lugar, depende de julgamento para ser oficializada — e, por isso, ainda não é possível dizer se seus votos serão ou não contabilizados.

Segundo a assessoria de imprensa do TRE-RJ, as notas foram publicadas nos campos dos resultados do município porque o “cartório eleitoral da cidade havia alterado a situação de julgamento de alguns candidatos, mas sem fazer a retotalização, como necessário”. Essa situação não é exclusiva de Queimados. Só no Rio de Janeiro, essa mensagem aparece nas eleições para prefeito de Carapebus, Duque de Caxias, Magé, Paraíba do Sul, Petrópolis, Silva Jardim, Varre-Sai e Volta Redonda. 

Contudo, o único candidato a prefeito de Queimados com situação ainda pendente é Zaqueu (PSD), que ficou em segundo lugar na votação no último domingo (15), com 16.887 votos (25,61% do total). Segundo o portal DivulgaCand, do TSE, sua candidatura foi deferida, mas há recurso contra a decisão. Por isso, o cartório da cidade aguarda o julgamento final para concluir a totalização dos votos. 

Essa decisão não afeta o resultado final da eleição, pois quem venceu a eleição foi Kaizer, com 19.010 votos (28,83%). A situação do prefeito eleito é regular. Queimados tem menos de 200 mil eleitores e, portanto, não tem segundo turno.

Questionada se existe alguma investigação ou reavaliação da contagem de votos em Queimados, a assessoria do TRE-RJ informou que não há nenhuma ação em curso nesse sentido e que a situação da eleição para prefeito na cidade está “absolutamente resolvida”. 

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo