Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que partidários de candidato à prefeitura de Fortaleza foram ‘pegos com urnas em carro particular’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
29.nov.2020 | 17h49 |

Circula pelas redes sociais um vídeo em que urnas eletrônicas são vistas sendo transportadas por uma caminhonete. A legenda da publicação diz que os equipamentos estariam sendo carregados por cabos eleitorais de Sarto, candidato do PDT à prefeitura de Fortaleza (CE). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“GRAVE DESCOBERTA A MÁFIA DAS URNAS ADULTERADAS, CABOS ELEITORAIS DO SARTO PEGO COM AS URNAS EM CARRO PARTICULAR*
JA NÃO BASTASSE OS CRIMES DE CORROMPER TODOS OS MESÁRIOS E FISCAIS DO TRE PRA ATUAR DENTRO DAS ESCOLAS E COMPRANDO VOTOS FORA, AGORA A CASA CAIU”
Legenda de vídeo publicado no Facebook que, até as 16h30 do dia 29 de novembro de 2020, foi compartilhado por 1,9 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O veículo filmado carregava urnas de contingência, usadas para repor equipamentos com problemas no dia da eleição, e não tem qualquer relação com o candidato à prefeitura Sarto (PDT). Por áudio no WhatsApp, a assessoria de imprensa do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) informou que o carro pertence ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), do governo federal, e estava a serviço da Justiça Eleitoral. 

Na ocasião, uma urna da Seção 141, localizada na escola Professor César Campelo, em Fortaleza (CE), apresentou problemas. Em ata, os fiscais relataram que o TRE foi acionado. Como procedimento padrão, o Tribunal enviou uma urna de contingência para substituir o equipamento com falhas. 

Às 11h16, enquanto os técnicos do TRE instalavam o novo equipamento, uma eleitora avistou o veículo que transportava esta e outras urnas e acusou de se tratar de um “carro particular”. “Não compreendendo o trabalho realizado pelos técnicos e nem a situação (…), [a eleitora] disse que todos os servidores do TRE, os mesários da seção, estavam fraudando os votos”, os fiscais informaram em ata. “Na hora da troca da urna com defeito, os servidores do TRE convidaram dois eleitores que estavam na fila para acompanhar a substituição”.

A plataforma de checagem E-Farsas, que participa junto com a Lupa da coalizão Fato ou Boato, coordenada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), entrevistou Ana Cristina Rodrigues, auxiliar de eleição convocada pela Justiça Eleitoral da Zona Eleitoral 85 e que aparece no vídeo. Ela informou que o carro estava devidamente adesivado como pertencente ao Dnocs, a serviço da Justiça Federal. “Eu mostrei para ela [a eleitora] e para os policiais que ela já tinha chamado que estava aqui perto, para ver que era urna de reposição, que é um procedimento normal, obrigatório por lei”, disse. “Ela filmou, editou, e deixou só a parte que interessava. Ela cortou minha fala, em que eu expliquei tudo isso”. 

O TRE-CE confirmou que o carro usado para prestar apoio no dia da eleição estava adesivado, indicando que atuava a serviço da Justiça Eleitoral. 

Essa informação também foi verificada pelo site Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo