A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução / Magazine Luiza
Foto: Reprodução / Magazine Luiza

#Verificamos: Magazine Luiza não está promovendo campanha de doação de panelas

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.nov.2020 | 18h34 |

Circula no Facebook uma publicação sobre uma suposta campanha solidária da Magazine Luiza, em que a empresa estaria doando jogos de panela. O conteúdo solicita que as pessoas comentem “KIT” para que a equipe da rede varejista entre em contato com os interessados. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“DOAÇÃO DE 1500 KITS Campanha Solidária da MAGAZINE LUIZA em apoio a famílias de todo o Brasil!

Como funciona? Nossa equipe entrará em contato com os participantes que conseguirem COMENTAR “KIT” sem serem interrompidas por outros participantes, portanto para participar basta COMENTAR “KIT” letra por letra, se conseguir nossa equipe enviará uma mensagem para você de imediato para que possa lhe enviar a premiação.

(ABRA A FOTO PARA COMENTAR! Seu comentário só será válido se não for interrompido)

Exemplo de comentário da campanha:

K

I

T

CAMPANHA VÁLIDA PARA TODO BRASIL! Esta é uma campanha exclusiva MAGAZINE LUIZA, uma inciativa solidária de ajudar o país em um momento tão difícil para todos nós! Fique em casa, previna-se e cuide da sua saúde”

Publicação no Facebook, que até o dia 30 de novembro de 2020, às 18h10, tinha mais de 1 mil compartilhamentos. 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa do Magazine Luiza informou que a publicação sobre as doações de panelas é falsa e que encaminhará denúncia para o Facebook. Ciente dos golpes que estavam sendo compartilhados nas redes sociais, a Magazine Luiza fez uma publicação com os endereços oficiais de suas páginas nas redes sociais na última sexta (27), quando iniciou-se a Black Friday.

A página que publicou a peça de desinformação não é a oficial da Magazine Luiza. Como pode ser notado, ela não apresenta o selo de verificação do Facebook e não tem o registro de responsabilidade comercial, como consta na verdadeira página da empresa. A página falsa foi criada em 29 de novembro de 2020, muito mais recente do que a oficial, inaugurada em 7 de julho de 2010, e tem apenas 269 seguidores, contra mais de 13 milhões da original. 

Publicações que oferecem produtos, serviços ou vagas de emprego em troca de comentários costumam ser usadas para golpe. Geralmente, um perfil automatizado contata as pessoas que fazem esses comentários e direciona esses usuários a clicar em links maliciosos, usados para o roubo de dados pessoais. A Lupa já verificou diversos conteúdos desse tipo, envolvendo empresas como Lojas Americanas, Samsung e Petrobras.

Em abril, a Polícia Federal emitiu um alerta por causa do aumento de golpes durante a pandemia da Covid-19. A instituição orienta que, ao visualizar ofertas desse tipo, é importante procurar os canais de comunicação oficiais das empresas antes de clicar em qualquer link. O Facebook também permite que usuários denunciem páginas que pratiquem esse tipo de golpe.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo