A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Página Oficial de Joe Biden no Facebook
Foto: Página Oficial de Joe Biden no Facebook

#Verificamos: É falso que Biden disse que só quer ser apresentado ao presidente do Brasil ‘quando outro for eleito’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
01.dez.2020 | 20h08 |

Circula nas redes sociais que o presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que não quer ser apresentado “para esse tal de Bolsonaro”, e que só quer falar com um presidente do Brasil quando outra pessoa for eleita. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação:

“Enquanto não elegerem outro presidente no Brasil não me apresentem para esse tal de Bolsonaro”

Frase atribuída ao presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, em montagem compartilhada no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não há nenhum registro de que o presidente eleito dos Estados Unidos Joe Biden tenha dito que não se apresentará para Bolsonaro, seja nas redes sociais do político e do de seu partido, Democratas, ou na imprensa. A única menção recente ao Brasil feita por ele ocorreu durante o primeiro debate das eleições presidenciais dos EUA, que aconteceu no dia 29 de outubro de 2020. Na ocasião, Biden se mostrou preocupado com o desmatamento das florestas tropicais brasileiras. Disse que irá tentar se reunir com outros países para oferecer US$ 20 bilhões para a proteção das áreas que hoje são desmatadas e que, caso o desmatamento não seja freado, haveria “sérias consequências” para o país.

Em resposta ao comentário de Biden durante o debate, Bolsonaro afirmou, em um evento promovido pelo Ministério do Turismo no dia 10 de novembro de 2020, que um “grande candidato à chefia de Estado” — nessa data, Biden já tinha sido eleito havia dito que levantaria “as barreiras comerciais contra o Brasil” caso os incêndios na Amazônia não cessassem. O presidente brasileiro disse ainda que “quando acaba a saliva, tem que ter pólvora, senão não funciona. Precisa nem usar pólvora, mas tem que saber que tem. Esse é o mundo”. Mais recentemente, em 29 de novembro, Bolsonaro disse, sem apresentar nenhuma evidência, que houve fraude nas eleições norte-americanas.

Bolsonaro é, junto com Vladimir Putin, presidente da Rússia, e Andrés Manuel López Obrador, presidente do México, um dos poucos líderes que ainda não reconheceram a vitória de Joe Biden nas eleições norte-americanas de 2020. 

A plataforma de checagem Aos Fatos também verificou essa informação.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo