A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falsa tabela com horários de funcionamento do comércio em São Paulo durante fase amarela

| Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
01.dez.2020 | 17h48 |

Circula pelas redes sociais uma tabela com os supostos horários de funcionamento de restaurantes, academias e outros estabelecimentos comerciais na fase amarela do Plano São Paulo. Todo os paulistas retornaram hoje (1º) para esta etapa do plano de contingência da disseminação do novo coronavírus, conforme publicado no Diário Oficial do Estado. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação:

“FASE AMARELA PLANO SP

Escritório Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Comércio de rua – Segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, sábado das 8h às 14h

Shopping Center – Segunda a sexta-feira, das 13h às 19h

Camelódromo/Shopping popular – Segunda a sexta-feira, das 12h às 18h

Imobiliária – Segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Concessionária de carro e moto – Segunda a sexta-feira, das 12h às 18h

Academia – Segunda a sábado com duas opções: 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas (das 6h às 9h e das 18h às 21h). Essa informação deverá estar afixada na entrada do estabelecimento. Não poderá funcionar após as 21h. 

Restaurante, padaria, cafeteria, lanchonete, bar, choperia e afins – De segunda a sábado com duas opções: 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas. Essa informação deverá estar afixada na entrada do estabelecimento. Não poderá funcionar após as 21h. Obs.: estes horários são para consumo local, respeitando o protocolo. Portaria e delivery seguem o já vigente atualmente. 

Salão de beleza e barbearia – Segunda a sábado com duas opções: 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas. Essa informação deverá estar afixada na entrada do estabelecimento.

Domingos e feriados: atividades suspensas.”
Texto que circula nas redes sociais sobre a fase amarela do Plano São Paulo

FALSO

A imagem analisada pela Lupa é falsa. A fase amarela do Plano São Paulo determina que o atendimento presencial em todos os setores fique restrito a dez horas diárias, sequenciais ou fracionadas, e não seis horas, como mostra a tabela. Não há horários específicos pré-determinados para diferentes setores econômicos. O horário máximo de fechamento de todas as atividades é 22h, e não 21h. As informações são do governo de São Paulo.

Cada prefeitura tem autonomia para detalhar as medidas restritivas específicas de cada setor, limitadas pelas restrições do plano, que agora vale para todo o estado. O governo de São Paulo publicou em seu site um conteúdo desmentindo a imagem analisada pela Lupa

Depois da eleição

Nesta segunda-feira (30), o governo de São Paulo anunciou os resultados da atualização do Plano São Paulo. Com o agravamento da pandemia em diversas partes do estado, o governo decidiu colocar seis regiões que já estavam em fase verde desde o dia 9 de outubro de volta na fase amarela, aumentando as restrições nas atividades econômicas e sociais. 

Foram afetadas a Grande São Paulo e as regiões da Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Sorocaba e Taubaté. Essas seis regiões concentram 76% da população de São Paulo. O resto do estado estava na fase amarela antes dessa atualização. A próxima reavaliação deve ser anunciada no dia 4 de janeiro.

A atualização do Plano São Paulo ocorre mensalmente, de acordo com a evolução do número de casos. Porém, a edição atual foi bastante criticada por diversos segmentos da população. Ela estava prevista para 16 de novembro, logo após a realização do primeiro turno das eleições. Contudo, o governo optou por postergá-la para 30 de novembro, data posterior ao segundo turno — que foi realizado em 15 municípios do estado, incluindo a capital. Na época, o governador João Doria (PSDB) alegou que o adiamento foi causado por causa da instabilidades de dados do Ministério da Saúde verificada no início do mês.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo