A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que PM baleado durante assalto a banco em Criciúma morreu

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
02.dez.2020 | 17h50 |

Circula pelas redes sociais que o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, baleado durante a ação de criminosos em Criciúma, em Santa Catarina, estaria morto. O post compartilhado no Facebook afirma que ele foi internado no hospital da Unimed e, posteriormente, transferido para o Hospital São José, onde passou por três cirurgias e não resistiu. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“MORRE POLICIAL BALEADO EM CRICIÚMA. Durante a troca de tiros entre assaltantes e policiais, nesta madrugada em Criciúma SC. O soldado da Polícia Militar, Jeferson Luiz Esmeraldino foi atingido e precisou ser internado no hospital Unimed, e posteriormente transferido para o Hospital São José. Ele passou por três cirurgias, perdeu muito sangue e acabou não resistindo”
Texto de post compartilhado no Facebook que, até às 17h do dia 02 de dezembro de 2020, tinha diversos compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Twitter oficial da Polícia Militar de Santa Catarina informou que o policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino não está morto. Baleado durante a ação de criminosos em Criciúma (SC), Jeferson passou por três cirurgias e, atualmente, está na UTI em observação. A PM comunicou ainda que ele precisa de doação de sangue e pede para aqueles que podem doar, agende um horário no Hemosc. 

Na última terça-feira (1º), cerca de 30 criminosos assaltaram uma agência do Banco do Brasil no centro de Criciúma. Fortemente armados, os assaltantes bloquearam as ruas, atiraram contra o Batalhão da Polícia Militar e usaram reféns como escudo. A ação durou 1 hora e 45 minutos. Depois do ataque, os criminosos fugiram e deixaram parte do dinheiro. Quatro pessoas foram detidas por recolherem as cédulas que ficaram jogadas no chão.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo