A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Página Marcelo Freixo / Facebook
Foto: Página Marcelo Freixo / Facebook

#Verificamos: Freixo não pediu que suposta agressão a homem que matou PM no RJ seja ‘apurada com rigor’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
07.dez.2020 | 14h54 |

Circula nas redes sociais uma captura de tela de uma suposta publicação do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ), em que ele exigiria a investigação de uma possível agressão ao criminoso que assassinou o policial militar Derinaldo Cardoso dos Santos, durante um assalto a uma loja de departamentos em Mesquita, na Baixada Fluminense. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“O que vcs acham dessa fala do FREIXO ??? ‘O suspeito pela morte do PM na Casa & Video acaba de ser preso. Além de ter sua imagem exposta de forma ilegal apresenta várias marcas de agressão no rosto e na camisa. Isso deve ser apurado com rigor.’”

Texto em imagem publicada no Facebook que, até as 13h de 6 de dezembro de 2020, tinha sido compartilhada por 175 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A captura de tela é uma montagem, e o deputado federal Marcelo Freixo não fez tal afirmação. É possível notar que a fonte utilizada na publicação falsa não segue os padrões do Twitter, onde teria sido feito o print compartilhado no Facebook. Além disso, o texto aparece centralizado, opção de formatação inexistente na rede social. 

Freixo se posicionou na rede social nesta segunda (7) dizendo que foi alvo de mentiras espalhadas por “bolsonaristas” e afirmou que é “monstruoso utilizar politicamente a morte de um policial para mentir e caluniar adversários”. O deputado publicou novamente o posicionamento que já havia compartilhado no domingo (6), em que ele se solidarizou com a família do policial militar e lamentou a alta mortalidade de policiais. “É uma triste realidade do estado de violência que o RJ vive.”

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌

Editado por: Natália Leal e Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo