Tem certeza que deseja sair da sua conta?
Foto:  Julie Viken/Pexels
Foto: Julie Viken/Pexels

#Verificamos: É falso que Associação Médica Americana (AMA) recomenda hidroxicloroquina em tratamento da Covid-19

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
21.dez.2020 | 17h05 |

Circula nas redes sociais que a Associação Médica Americana (AMA) teria voltado atrás em seus posicionamentos e aprovado uma resolução em que recomenda o uso da hidroxicloroquina em estágios iniciais da Covid-19. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

AMA-hidroxicloroquina-covid-19-resolucao

“Associação Médica Americana retira as restrições contra Hidroxicloroquina”

Manchete de boato que circula no Facebook que, até às 16h01 de 21 de dezembro de 2020, tinha sido compartilhada por 115 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A Associação Médica Americana (AMA) não aprovou resolução que altera seu posicionamento sobre o uso de hidroxicloroquina no tratamento de Covid-19. No Twitter, a AMA desmentiu o boato e afirmou que o seu posicionamento permanece o mesmo, conforme resolução publicada em março. O texto que circula nas redes é uma resolução que não foi aprovada pela instituição. A associação ressaltou ainda que as suas decisões seguem as evidências científicas. 

O boato surgiu após o radialista conservador norte-americano Rush Limbaugh ler ao vivo um texto do Published Reporter, site conservador dos EUA. O documento usado como fonte para o texto, contudo, não é uma resolução aprovada pela AMA, mas um texto submetido em outubro à avaliação do colegiado da associação. 

Em novembro, após a realização de uma reunião dos diretores, a associação publicou em seu site todas as resoluções apreciadas. A que trata do uso da hidroxicloroquina em estágios iniciais da Covid-19 aparece como reprovada neste e neste documentos. A associação também adicionou uma nota na página em que são armazenadas as informações da reunião de seus delegados, alertando que os conteúdos ali dispostos cumprem função de transparência e que nem todas as resoluções expostas foram aprovadas.

A plataforma de verificação PolitiFact checou peça de desinformação semelhante.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo