A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

#Verificamos: É falso que enfermeira morreu após receber a primeira dose da vacina da Pfizer

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
21.dez.2020 | 15h13 |

Circula nas redes sociais que a enfermeira Tiffany Dover, que desmaiou após receber uma dose da vacina da Pfizer contra Covid-19 em transmissão ao vivo, morreu em decorrência da imunização. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Tiffany Dover, enfermeira que passou mal ao tomar a vacina ao vivo nos EUA veio a óbito”

Texto em imagem publicada no Facebook que, até às 13h20 do dia 21 de dezembro de 2020, tinha sido compartilhada por 140 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Tiffany Dover, enfermeira que desmaiou após aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19, está viva. O boato começou a circular nos Estados Unidos durante o final de semana. No sábado, o CHI Memorial, hospital onde ela trabalha, publicou em seu perfil no Twitter uma nota esclarecendo que a profissional passava bem e estava em casa. A nota dizia, ainda, que a enfermeira estava grata com a preocupação da população, mas que pedia respeito à sua privacidade e à de sua família.

Na última quinta-feira (17), Tiffany desmaiou após receber dose da vacina. Ela explicou durante uma coletiva de imprensa que costuma desmaiar quando sente dor. De acordo com a enfermeira, esse é um quadro clínico que ela já apresentava previamente e que não tem relação com a vacina da Pfizer contra a Covid-19. “Tenho histórico de hipersensibilidade com qualquer dor que sinto. Pode ser algo na unha ou no dedo do pé que posso vir a desmaiar. (…) Mas eu me sinto bem agora e a dor no meu braço foi bem pequena, na verdade”, disse. 

O Center for Disease Control and Prevention (CDC) explica em seu site que desmaiar após tomar uma vacina é um sintoma relativamente comum. O órgão de pesquisa americano diz que isso ocorre por diversas causas, como ansiedade e dor. A publicação destaca que o efeito adverso normalmente tem curta duração e que há registros de desmaio após a aplicação de quase todas as vacinas existentes.

Aos Fatos, Boatos.org e Fato ou Fake também verificaram conteúdos semelhantes. No exterior, a AFP Fact Check, AP Fact Check, Reuters, The Quint, The U.S Sun e USA Today checaram peças de desinformação similares. 

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo