A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Reprodução Vídeo Facebook
Foto: Reprodução Vídeo Facebook

#Verificamos: Vídeo viral é retirado de contexto para insinuar que vacinação em Israel é uma ‘farsa’

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
07.jan.2021 | 19h08 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra um senhor sendo vacinado contra a Covid-19 em Israel. Nas imagens, entretanto, não é possível ver a agulha, tampouco a enfermeira pressionando o êmbolo da seringa. A publicação sugere que a vacinação em Israel seria uma ‘farsa’. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Cadê a agulha? Cadê a enfermeira pressionando o embolo? Teatrinho de criança”
Legenda de imagem publicada em post do Instagram que, até as 17h de 7 de janeiro de 2021, tinha mais de 5.715 visualizações

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo que circula nas redes sociais foi tirado de contexto. Quem aparece nas imagens sendo vacinado é Beni Ben Muvchar, chefe do Conselho Regional de Mevoot Hermon, localizado em Israel. Em 23 de dezembro de 2020, Muvchar publicou um vídeo no Facebook que confirma que recebeu o imunizante. É possível ver o momento no qual a agulha penetra a sua pele. Em seguida, atendendo um pedido do pessoal do hospital onde Muvchar foi vacinado, a cena é repetida para fins de registros fotográficos. A postagem no Facebook mostra os dois momentos: primeiro, quando ele de fato é imunizado e, em seguida, o da encenação.

De acordo com o jornal israelense Makor Rishon, durante o momento em que recebia a vacina, Muvchar esqueceu de mencionar o nome do hospital onde foi imunizado (Clalit Health Services). Por isso, repetiu-se a cena. Logicamente, na segunda vez, a vacina não foi injetada em seu corpo. “Entrei para receber a vacina e tudo correu bem. Os representantes da Clalit me pediram perdão, então concordei e pedi para ser fotografado novamente. O representante que me fotografou só carregou a parte com o vídeo de agradecimento ao Clalit”, disse o Chefe do Conselho à imprensa israelense.

A vacina da Covid-19 começou a ser administrada na população de Israel em 20 de dezembro. Dados do site Our World in Data mostra que o país apresenta, na data de 6 de janeiro, a maior taxa de vacinação no mundo, 17,14 doses para cada 100 pessoas.

A Lupa já verificou outras publicações que sugeriam que figuras públicas estavam fingindo receber a vacina contra a Covid-19, incluindo a vice-presidente eleita dos Estados Unidos, Kamala Harris.

O mesmo boato foi desmentido por veículos internacionais como The Observers, na França, e Faktograf, na Croácia. No Brasil, checagem similar foi feita por Aos Fatos, AFP Checamos e Boatos.Org.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo