A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
19.jan.2021 | 14h34 |

Circula nas redes sociais a informação de que o governo da Venezuela não enviou cilindros de oxigênio para Manaus, e que a doação veiculada pela imprensa, na verdade, foi capitaneada por uma empresa privada. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Fake: Governo da Venezuela não mandou cilindros de oxigênio para Amazonas”
Título de texto publicado pelo site Terra Brasil Notícias que, até as 14h de 19 de janeiro de 2021, tinha sido compartilhado mais de 650 pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O governo da Venezuela enviou para Manaus um total de 107 mil m³ de oxigênio, proveniente da estatal Siderúrgica del Orinoco (Sidor), localizada na Zona Industrial de Matanzas, estado de Bolívar. A informação foi confirmada em nota pelo governo do Amazonas. Em outra ação, a White Martins, empresa fornecedora de oxigênio, importou da Venezuela outros 30 mil m³ de sua planta localizada no Polo Petroquímico de José, no estado de Anzoátegui. Mas esse outro carregamento “é uma operação entre as empresas do grupo, sem envolvimento do governo”, diz em nota. Portanto, são dois carregamentos distintos.

Em 14 de janeiro, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, informou por meio de sua conta no Twitter que a Venezuela iria ajudar a cidade de Manaus, colocando à disposição oxigênio para atender à contingência sanitária. De acordo com o diplomata, os cilindros saíram da Siderúrgica del Orinoco (Sidor) para seguir rumo ao país na sexta-feira (15). O senador Telmário Mota (PROS-RR) publicou em sua conta no Twitter, nesta segunda-feira (18), um vídeo do momento da chegada dos caminhões com o oxigênio na fronteira entre Brasil e Venezuela. A previsão é que os cilindros cheguem à capital amazonense nesta terça-feira (19).

Em entrevista ao Opera Mundi, o chanceler da Venezuela, Jorge Arreaza, afirmou que a planta industrial da Sidor estava desativada, mas foi retomada no ano passado. “O oxigênio que produzimos nesta fábrica é suficiente para atender essa região da Venezuela e ainda contribuir para aliviar a emergência do Brasil”, informou.

A empresa White Martins, por outro lado, identificou a disponibilidade de oxigênio em suas operações na Venezuela. Cerca de 30 mil m³ de oxigênio saiu na segunda-feira (18) da planta do grupo localizada no Polo Petroquímico de José, na cidade de Barcelona, no estado de Anzoátegui, com previsão de chegar a fronteira na quarta-feira (20), e a Manaus na sexta-feira (22).

Checagem similar foi feita por Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo