Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que Carlos Bolsonaro recebeu vacina contra a Covid-19 em Hospital Central do Exército

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.jan.2021 | 14h21 |

 

Circula pelas redes sociais que o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), teria “furado a fila” para ser vacinado antes dos grupos com prioridade para imunização no Hospital do Exército no Rio de Janeiro. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Segundo informações apuradas pela Rádio Litoral FM Carlos Bolsonaro esteve hoje no Hospital Central do Exército no Rio de Janeiro e vacinou-se contra  a Covid-19”
Texto em imagem  que, até às 13h do dia 22 de janeiro de 2021, tinha sido compartilhado por mais de 400 pessoas no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, responsável pelo Hospital Central do Exército no Rio de Janeiro, informou que a unidade não recebeu lotes de vacinação contra a Covid-19. Sendo assim, não seria possível o vereador Carlos Bolsonaro ter recebido a imunização no local. 

Em sua conta oficial no Twitter, Carlos também negou a informação e afirmou que a “escória não vive sem mentir e manipular”. No texto, o político também aproveitou para defender o uso da ivermectina no tratamento com a Covid-19. Não há evidência científica que esse remédio seja eficaz no tratamento da doença.

 

Nesta última terça-feira (19), o governo do Estado do Rio de Janeiro distribuiu a primeira remessa de lotes da Coronavac para os 92 municípios do estado. Nessa primeira etapa, 244.160 pessoas devem ser vacinadas. O município do Rio conta com 602 pontos de vacinação. Até o momento, mais de 42 mil pessoas foram vacinadas na capital. Apenas pessoas em grupos prioritários estão sendo vacinadas nesse momento.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo