A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que Lima Duarte recomenda suplemento contra dores articulares

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
18.fev.2021 | 19h58 |

Circula pelas redes sociais um texto supostamente publicado pelo portal G1, que diz que o ator Lima Duarte revelou não sentir mais dores articulares após tomar um suplemento médico chamado Artrofim. “Os meus resultados foram impressionantes, 1 dia após tomar a primeira cápsula, já consegui me movimentar super melhor, e as dores sumiram parcialmente”, teria dito o ator. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Lima Duarte revela o fim das dores em matéria exclusiva! Clique abaixo e acesse a matéria completa!”

Texto de site em circulação no Facebook que, até as 17h de 18 de fevereiro de 2021, tinha mais de 34,5 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Lima Duarte jamais tomou Artrofim e também nunca fez propaganda para a empresa fabricante do suplemento. Também é falsa a entrevista com um depoimento do artista. Em nota, a assessoria de imprensa do ator afirmou que ele teve a sua imagem usada indevidamente. Duarte também desmentiu a história em vídeos publicados no seu perfil oficial no Instagram, em 1º de setembro e em 14 de outubro do ano passado. “Eu não recomendo nada. É mentira. É fake news”, disse. “São uns canalhas.” A atriz Laura Cardoso também é citada na propaganda de modo indevido, segundo Duarte.

A reportagem sobre o suplemento também é falsa. Apesar de usar o logotipo do G1 e um design semelhante, a página está em um endereço que não tem nenhuma relação com o portal. O próprio site afirmou que jamais publicou o texto, em checagem sobre um conteúdo semelhante feita em dezembro. A publicação usa ainda os logotipos da revista Veja, do portal Terra, da Rede Globo, da MSN e do portal UOL, mas nenhum desses locais produziu reportagens sobre os supostos benefícios do Artrofim.

O texto cita um médico, o “ortopedista Paulo Trindade”, para dar credibilidade ao suplemento. Esse profissional teria sido o responsável por recomentar o produto para Lima Duarte. A foto em que ele aparece, no entanto, foi extraída de uma clínica dos Estados Unidos e mostra o urologista Matthew Shahbandi. A reportagem menciona ainda um estudo clínico com o Artrofim, mas não existe nenhuma pesquisa feita sobre o produto — que não tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Reclamações contra a BioHigh, fabricante do suplemento, acumulam-se no site ReclameAqui. Até a publicação desta checagem, havia 191 queixas. A empresa aparecia com nota 4,6, que significa que não é recomendada. Das pessoas que protestaram, apenas 9,5% disseram que voltariam a fazer negócio com a BioHigh. Boa parte delas arrependeu-se da compra e pediu a devolução do dinheiro.

Não é a primeira vez que empresas de suplementos de saúde usam sites piratas e forjam depoimentos de celebridades para vender outros produtos de qualidade duvidosa. A Lupa verificou três propagandas falsas de produtos para articulação, memória e diabetes usando o nome do médico Dráuzio Varella. A imagem do apresentador Luciano Huck também foi usada indevidamente para vender uma pílula para “melhorar a imunidade”. Nenhum deles tem registro na Anvisa ou qualquer comprovação de eficácia.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo