A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que ministros do STF recebem R$ 90 mil por mês de auxílio alimentação

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
19.fev.2021 | 19h35 |

Circula pelas redes sociais que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) recebem R$ 90 mil de auxílio alimentação por mês. A publicação é acompanhada de uma montagem com fotos de alguns dos ministros, entre eles Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Você luta por um pão na chapa e um pingado.
E os togados recebem R$ 90.000,00 POR MÊS de auxílio alimentação.
Está tudo errado.”
Texto em post no Facebook que, até as 17h do dia 19 de fevereiro de 2021, tinha sido compartilhado por 4,6 mil pessoas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Nenhum dos 11 ministros do STF recebe auxílio alimentação. No menu Transparência do site do STF, é possível consultar a folha de pagamento de todos os servidores do Supremo Tribunal Federal. Os dados mais recentes são de novembro de 2020. No caso dos ministros ativos, sete deles recebem um salário bruto de R$ 45.856,13 (Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio Mello e Rosa Maria Weber), três no valor de R$ 39.293,32 (Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Luiz Edson Fachin) e um deles tem remuneração de R$ 34.054,21 (Kassio Nunes Marques) por mês. De acordo com o detalhamento dos créditos, eles não recebem nenhum tipo de auxílio – nem de alimentação nem de moradia.

Desde 2016, cinco ministros solicitaram algum tipo de auxílio, a maioria referente a diárias de viagem pelo Brasil e exterior e um relacionado a indenização por transporte. Entre 2020 e 2017, somente o ministro Dias Toffoli recebeu um total de R$ 124.952,4 (R$ 12.677,55 em 2020; R$ 61.799,24 em 2019; R$ 43.343,74 em 2018 e 7.131,87 em 2017) por despesas com diárias.  

Procurada pela Lupa, a assessoria de comunicação do STF confirmou, por telefone, que os ministros não recebem benefício para alimentação.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo