A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Rumor sobre volta de ‘A Semana do Presidente’ no SBT é antigo e não se concretizou

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
22.fev.2021 | 19h25 |

Circula pelas redes sociais que o SBT voltará a exibir A Semana do Presidente, programa que foi ao ar entre 1981 e 1996. De acordo com a publicação, a volta do quadro para a grade da emissora seria uma “ordem de Silvio Santos”, que teria dito ser necessário destacar as ações do atual governo. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Por ordem de Sílvio Santos, o SBT voltará a exibir ‘A Semana do Presidente’, programa de grande sucesso durante o regime militar. O dono do SBT diz que é necessário destacar o trabalho do governo Jair Bolsonaro.
Gostou?”

Texto em post publicado no Facebook que, até as 13h30 do dia 22 de fevereiro de 2021, tinha sido compartilhado mais de 780 vezes

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa, e tira de contexto uma reportagem publicada no início de 2020. Até o momento, não há nenhuma previsão de que o quadro volte a ser exibido no SBT. O programa também não consta na grade de programação do canal de TV aberta. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da emissora, por meio de nota no WhatsApp.

A publicação tira de contexto uma notícia que circulou no começo do ano passado. O colunista Flávio Ricco publicou no UOL, em 14 de fevereiro de 2020, que o fundador do SBT, o empresário e apresentador Silvio Santos, teve a ideia de retomar o miniprograma — exibido nos anos 1980 e 1990. Segundo Ricca, o piloto de uma nova versão de A Semana do Presidente chegou a ser editada, mas Silvio Santos não teria gostado do piloto e suspendeu o projeto ainda no final de fevereiro.

Na época, uma reportagem da Revista Veja, publicada em 26 de fevereiro de 2020, disse ainda que todos da família do empresário, incluindo duas de suas filhas, Patricia e Renata Abravanel, eram contra a ideia. As informações não foram confirmadas, e nem negadas, pelo SBT.

Programa estreou durante a ditadura

O quadro A Semana do Presidente foi exibido pela emissora pela primeira vez em 1981, mesmo ano em que o SBT recebeu a concessão para operar. O general do exército João Figueiredo (1918-1999) era presidente na época — ele foi o último presidente do regime militar no Brasil, e governou de 1979 a 1985.

O programa, custeado pelo governo, seguiu na programação após a redemocratização, sendo cancelado em 1996, quando Fernando Henrique Cardoso (PSDB) estava à frente do país. Era exibido no intervalo do Programa Silvio Santos, no ar até hoje, e mostrava um resumo das ações dos chefes do Executivo. De acordo com o projeto Memórias da Ditadura, durante o regime militar o quadro foi usado para aumentar a popularidade do governo.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo