A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Foto: Secom Pará
Foto: Secom Pará

#Verificamos: Visita de Pazuello a Santarém (PA) não mudou quadro de pandemia da Covid-19 na cidade

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
25.fev.2021 | 18h24 |

Esta publicação foi corrigida às 17h40 do dia 26 de fevereiro de 2021. Veja abaixo.

Circula nas redes sociais que o município de Santarém (PA) apresentou uma melhora no número de casos de Covid-19 com a visita do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em 18 de fevereiro. Segundo a publicação, 20 pacientes infectados ficaram curados “imediatamente”. Além disso, devido à visita de Pazuello, a prefeitura encerrou o lockdown que tinha decretado na cidade. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Eduardo Pazuello, General do Exército e Ministro da Saúde do Brasil, foi até Santarém-PA e operou um verdadeiro milagre. Por semanas, o Governador do Pará e o Prefeito da cidade estavam decretando Lockdown, fechando tudo e divulgando várias mortes por COVID. Foi só Pazuello dizer que estava chegando e 20 pacientes ficaram, imediatamente, curados da doença”.
Legenda de post publicado no Instagram que, até as 15h de 25 de fevereiro de 2021, tinha mais de 485 curtidas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Santarém mostram que, no dia em que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, esteve no município, em 18 de fevereiro, o número de recuperados pela Covid-19 foi de 28. Esse dado sofreu pouca alteração nos últimos sete dias anteriores à visita de Pazuello. Entre 12 e 18 de fevereiro, a média diária de pacientes que se recuperaram foi de 26. Ou seja, é inverídico afirmar que esse número se deu exclusivamente por causa do ministro. Além disso, não houve redução no número de pessoas internadas ou de casos de Covid-19 em Santarém com a presença de Pazuello.

No dia da visita, 18 de fevereiro, a cidade tinha 123 pacientes internados em leitos clínicos para Covid-19 e mais 50 em leitos de UTI. Esses dados não diferem da média dos últimos sete dias (12 a 18 de fevereiro), que foi de 50,4 internos em leitos clínicos e de 123,9 em leitos de UTI. Sobre o número de infectados, o município registrou 39 notificações e 2 óbitos na data da visita. A média dos sete dias anteriores foi de 32 casos e 4,3 mortes por Covid-19.

O último boletim divulgado pela Prefeitura de Santarém, em 24 de fevereiro, mostra que a cidade tem 59 pacientes internados em leitos de UTI e mais 106, em leitos clínicos. Foram confirmados 50 novos casos e 8 óbitos. Ou seja, mesmo após a visita do ministro, os dados mostram que a Covid-19 continua se alastrando no município.

A visita de Pazuello se deu a pedido do prefeito Nélio Aguiar (DEM), em ofício enviado em 11 de fevereiro. O anúncio da visita foi feito em 17 de fevereiro. Na cidade, o ministro participou, ao lado do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), da entrega do novo Hospital de Campanha de Santarém. A unidade abriu mais 60 leitos clínicos exclusivos para tratamento de Covid-19 na região.

Correção às 16h do dia 26 de fevereiro de 2021: A etiqueta foi reavaliada e alterada de “exagerado” para “falso”.


“[…] E, assim que [o ministro da Saúde] chegou, terminou o Lockdown”
Legenda de post publicado no Instagram que, até as 15h de 25 de fevereiro de 2021, tinha mais de 485 curtidas

VERDADEIRO, MAS

A informação analisada pela Lupa é verdadeira, mas o fim do lockdown em Santarém não se deu exclusivamente por causa da presença do ministro Pazuello na cidade. As medidas foram tomadas baseadas em um decreto estadual, publicado em 18 de fevereiro, que mudou, de preto para vermelho, a bandeira sobre a situação da pandemia da Covid-19 nos municípios que fazem parte do Baixo Amazonas, incluindo Santarém.

Em 13 de fevereiro, a gestão municipal publicou o decreto 645/2021, prorrogando, até 19 de fevereiro, as medidas de lockdown na cidade. Desde o dia 31 de janeiro Santarém vem adotando medidas mais duras, por causa de um decreto estadual que mudou, de vermelho para preto, a bandeira do município.

Checagem similar foi feita por Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo