A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Equipamento hospitalar em vídeo não foi abandonado pelo governo do MS

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
02.mar.2021 | 20h12 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra diversos equipamentos hospitalares em um depósito na cidade de Campo Grande (MS). Segundo a pessoa que narra o registro, o material está “todo parado” e coberto de poeira. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Isso aqui é em Campo Grande, todo equipamento de camas, para leitos hospitalares, está parado. Pela poeira que está aqui, deve ser do começo da Covid, do ano passado, material de proteção hospitalar, tudo parado (…)”
Vídeo publicado no Facebook que, até as 18h de 2 de março de 2021, tinha mais de 210 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O material hospitalar que aparece no vídeo não está abandonado. De acordo com a Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul, as camas hospitalares que aparecem no vídeo foram usadas nos hospitais de campanha em Campo Grande e Ponta Porã, desativados no segundo semestre do ano passado. Devido a um processo judicial envolvendo o pagamento dos equipamentos, o governo estadual ainda não pôde decidir o destino deles. Por telefone, a assessoria de imprensa da secretaria explicou que houve um problema no pagamento da empresa fornecedora das camas e, até uma solução, elas não podem ser retiradas do local.

Em seu site, a secretaria explica que as camas, assim como outros equipamentos de proteção individual (EPIs) comprados pelo estado ou doados por empresas, estão sendo armazenados no Centro de Convenções de Campo Grande. No local há, por exemplo, aventais, máscaras e luvas que são destinados “à medida do necessário, para as demandas de hospitais e outras unidades de saúde, tanto da Capital quanto do interior”, explica a pasta.

Em 2020, segundo o Tesouro Nacional, o Mato Grosso do Sul recebeu mais de R$ 836 milhões de repasses do governo federal para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Um decreto do governo de Mato Grosso do Sul prorrogou, até 12 de março, a restrição de circulação de pessoas das 22h às 5h da manhã em municípios que estejam nas bandeiras vermelha e cinza. Último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, na segunda-feira (2), mostra que o estado tem 183.105 casos confirmados de Covid-19 e 3.350 óbitos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Marcela Duarte e Natália Leal

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo