A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Não há pesquisas dizendo que 93% dos brasileiros querem Lula preso ou eleito presidente

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.mar.2021 | 18h01 |

Circulam pelas redes sociais duas imagens semelhantes, com textos diferentes, sobre pesquisas supostamente feitas sobre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Uma delas afirma que levantamentos mostram que 93% dos brasileiros desejam que ele seja preso, enquanto a outra diz que 93% dos brasileiros querem que o petista seja eleito presidente da República em 2022. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Lula dispara nas pesquisas! 93% querem ele preso este ano”
Texto de imagem que, até às 17h do dia 12 de março de 2021, tinha sido compartilhada por mais de 2 mil pessoas no Facebook 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Os levantamentos divulgados recentemente não mostram que 93% dos brasileiros querem o ex-presidente Lula preso. Na realidade, segundo o instituto de pesquisas Atlas Político, 50,1% dizem ser a favor da prisão do petista. Essa sondagem foi divulgada dias após o ministro do STF Edson Fachin anular as condenações do ex-presidente Lula relacionadas à Lava Jato, deixando o petista elegível para a próxima disputa presidencial.

Lula foi preso em abril de 2018 e permaneceu na carceragem durante 580 dias, sendo solto em novembro de 2019, após o STF entender que um condenado só pode ser preso depois do trânsito em julgado da sentença – ou seja, quando não há mais possibilidade de recursos. Mesmo antes do petista ser detido, pesquisas já tentavam entender o posicionamento dos brasileiros em relação à prisão.

Em fevereiro de 2018, por exemplo, o Instituto Datafolha mostrou que 53% dos brasileiros achavam que o ex-presidente deveria ser preso, contra 44% que apoiavam a liberdade do petista. Meses depois, em junho de 2019, quando Lula já estava detido, um levantamento do Paraná Pesquisas mostrou que 58% achavam que Lula deveria continuar na carceragem. Em dezembro de 2019, quando Lula já estava livre, o Datafolha mostrou que 54% dos entrevistados acreditavam que a soltura de Lula foi justa.


“Lula dispara nas pesquisas! 93% querem ele 2022 presidente”
Texto de imagem que compartilhada por pessoas no Facebook 

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Até o momento, não existe nenhuma pesquisa mostrando que 93% dos brasileiros desejam que o ex-presidente Lula seja eleito presidente na próxima eleição presidencial, que ocorrerá em 2022.

Em levantamento divulgado no último domingo pelo Ipec (Inteligência em Pesquisas e Consultoria), 50% dos entrevistados afirmaram que votariam com certeza ou que poderiam votar em Lula em 2022. Outros 44% disseram que não escolheriam o petista de jeito nenhum.  Bolsonaro, por sua vez, tem 38% do potencial de votos e 56% de rejeição. Esse tipo de levantamento mede o potencial de voto de alguns candidatos, ou seja, o piso e o teto de aceitação dos possíveis candidatos. 

As pesquisas de intenção de voto, por outro lado, avaliam como o eleitor escolhe um político, levando em consideração a disponibilidade de outros nomes. Em todas as sondagens divulgadas até o momento, Lula também não aparece com 93%. A mais recente, publicada nesta sexta-feira (12) pela XP/Ipespe, mostra que a intenção de voto de Lula é de 25%, enquanto a de Bolsonaro é de 27%, deixando os dois tecnicamente empatados. 

Existem ainda outros levantamentos. Na última quarta-feira (10), a CNN em parceria com o Instituto Real Time Big Data divulgou uma pesquisa mostrando que, no primeiro turno, Lula aparece com 21% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) lidera com 31%. Em um segundo turno com os dois políticos, Bolsonaro aparece com 43% e Lula com 39%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, eles estariam tecnicamente empatados. 

Já na semana passada, uma pesquisa divulgada pelo Paraná Pesquisas apontou que Lula tinha 18% das intenções de votos em um cenário com Bolsonaro (32,2%), Moro (11,6%) e Ciro (8,7%), João Doria (5,3%), Guilherme Boulos (3,5%), João Amoêdo (3,0%) e Mandetta (1,4%). Votos brancos, nulos ou nenhum foram 12%. 

Essa informação também foi classificada como falsa pelo Estadão Verifica.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo