Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Foto de apreensão de produtos de ambulante por PM é antiga e sem relação com a pandemia

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.mar.2021 | 16h01 |

Circula pelas redes sociais uma imagem de uma ambulante tentando impedir a apreensão de seus produtos por um policial militar. O texto que acompanha a fotografia insinua que o registro seria atual e diz que essa seria uma das “medidas que governadores e prefeitos estão tomando” durante a pandemia. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Se isso não te faz repensar sobre as ‘medidas’ que governadores e prefeitos estão tomando não há nada que possa ser feito no Brasil”
Texto de imagem que, até as 14h do dia 15 de março de 2021, tinha sido compartilhada por 370 pessoas no Facebook 

FALSO

A imagem analisada pela Lupa é antiga. O registro foi feito pelo fotógrafo Danilo Verpa, da Folhapress, em setembro de 2016, durante um protesto contra o então presidente Michel Temer (MDB), que ocorreu em São Paulo. Sendo assim, a imagem não tem relação com a pandemia da Covid-19. O conflito mostrado não foi o resultado de qualquer restrição de comércio estabelecida por um governador ou prefeito contra o novo coronavírus. 

Segundo reportagem publicada pela Folha de S.Paulo, a imagem mostra um policial militar de São Paulo tentando apreender bebidas de uma ambulante que estava na manifestação anti-Temer. Ela resistiu e agentes de segurança borrifaram spray de pimenta no rosto da camelô. Manifestantes viram a cena e um conflito começou entre os dois grupos. No Instagram de Verpa, é possível ver outras imagens da ambulante no chão.

Na última sexta-feira (12), o vereador Carlos Bolsonaro publicou a imagem analisada pela Lupa em suas redes sociais. Diversos usuários chamaram a atenção do político, avisando que a fotografia era antiga e estava sendo tirada de contexto. Até a publicação desta checagem, o vereador ainda não apagou o post no Twitter. Procurada, a assessoria de imprensa de Carlos não se pronunciou. 

Essa não é a primeira vez que a Lupa desmentiu um boato sobre esse assunto. Em maio do ano passado, circulou pelas redes sociais um vídeo que mostra um confronto entre ambulantes e fiscais no centro de São Paulo. Homens de colete laranja e camelôs aparecem correndo e arremessando coisas. Segundo a legenda, os ambulantes atacaram “fiscais de Doria”, referência ao governador de São Paulo, João Dória. O vídeo, no entanto, também era antigo.

Essa imagem também foi analisada e classificada como antiga pelo Aos Fatos.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo