A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: É falso que João Doria pretende cortar fornecimento de luz em São Paulo

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
16.mar.2021 | 18h11 |

Circula pelas redes sociais que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pretende cortar o fornecimento de luz no estado entre 0h e 6h. O conteúdo, supostamente noticiado no site da revista Veja, informa que essa medida será adotada caso os paulistas não respeitem a fase emergencial de combate à pandemia do novo coronavírus. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Governador de São Paulo João Dória cogita cortar fornecimento de luz entre as 00:00 e 06:00 da manhã.

Medida extrema será adotada, caso a fase emergencial nao seja respeitada pelos paulistas. Equipe da Veja teve acesso ao documento em analise pelo centro de gerenciamento do palacio dos bandeirantes”

Texto em post publicado no Instagram que, até as 17h do dia 16 de março de 2021, tinha mais de 1,1 mil curtidas

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não existe nenhuma reportagem da Veja que mencione um possível corte do fornecimento de luz no estado de São Paulo como medida de combate à pandemia. Dentre as mais de 3,8 mil notícias publicadas pelo veículo que citam o nome de João Doria, nenhuma diz respeito a esse assunto.  

Além disso, tanto o texto do título quanto a linha de apoio do conteúdo têm erros de português, como, por exemplo, a falta do acento agudo nas palavras “analise” e “palacio” — o correto é “análise” e “palácio”.  A grafia das horas no título, “00:00 e 06:00”, também difere do padrão adotado pela revista, que usa o número seguido da letra “h”, como em “6h”. O nome do governador também tem erro: “Dória”, em vez de “Doria”, sem acento.

Por e-mail, a Secretaria de Comunicação do governo de São Paulo informou que “nenhuma medida anunciada por SP para controlar a pandemia do novo coronavírus inclui a interrupção de qualquer serviço do tipo”.

O tucano também desmentiu essa peça de desinformação em seu perfil no Twitter. “Dessa vez, utilizaram de forma leviana a marca da Revista Veja para dar credibilidade à notícia falsa”, escreveu.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo