A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Imagens de corpos em sacos plásticos são manequins usados em videoclipe de rapper russo

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
30.mar.2021 | 18h42 |

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra diversos manequins em sacos plásticos dentro de um caminhão de lixo. Quando se olha atentamente, um deles se mexe e fuma um cigarro. Segundo a publicação, as imagens dos supostos ‘corpos’, na verdade, são um retrato da ‘fraudemia’ da Covid-19 – ou seja, os óbitos causados pela doença seriam uma farsa. A postagem diz ainda que o registro é uma tática da mídia para “gerar medo no povo”. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação:

“Preparando a cena terrível de mortos para gravar, só não esperavam um dos mortos da fraudemia estar fumando ? isso para gerar medo no povo”
Texto que acompanha vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo que circula nas redes sociais é um registro de uma das cenas do videoclipe Ever, do rapper russo Husky, filmado em Moscou. Nas cenas, são utilizados manequins em sacos plásticos, como explica uma reportagem publicada pelo canal russo REN TV. Além disso, a publicação original é de uma conta do TikTok que traz a seguinte legenda: “Gravando o vídeo Husky – Ever # Husky # rapper husky # backstage # como filmar # atirando # nos bastidores # recomendações # hotevrek # rivers # husky”.

Um post no Facebook feito pelo meio de comunicação russo Mash, em 4 de setembro de 2020, mostra diversas imagens dos bastidores do videoclipe do rapper. Entre elas, a de um caminhão cheio de corpos em sacos plásticos, com os mesmos detalhes das imagens que estão circulando nas redes sociais, a exemplo do rapaz com a jaqueta colorida e boné azul (compare aqui e aqui), as janelas dos prédios (aqui e aqui) e o próprio caminhão (aqui e aqui).

A reportagem do canal russo REN TV afirma que o videoclipe foi gravado no Instituto Regional de Pesquisas Clínicas de Moscou. O produtor do vídeo Mikhail Marizov explicou à reportagem que manequins foram usados ​​no trabalho. Mas não deu detalhes da proposta. “Acho estúpido divulgar a ideia agora. Vocês verão a ideia quando o vídeo estrear”. O videoclipe estreou em 26 de setembro de 2020. O caminhão, cheio de corpos em sacos pretos, aparece no final do registro.

Uma checagem similar feita pela AFP mostra que cenas desse videoclipe deram origem a outros boatos. Entre eles, a informação de que 200 corpos de vítimas da Covid-19 foram jogados em um caminhão de lixo na Rússia.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo