A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Viúva de Che Guevara não recebe pensão do governo brasileiro

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
14.abr.2021 | 20h06 |

Circula pelo WhatsApp que a viúva de Ernesto Che Guevara, Aleida March de la Torre, estaria recebendo “aposentadoria por viuvez” do governo brasileiro há 10 anos. O valor mensal do benefício seria de R$ 9,8 mil. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

“Duram-se com um barulho desse: (…) A viúva do revolucionário Ernesto Che Guevara recebe há 10 ano do Brasil uma aposentadoria de R$ 9.800,00 por viuvez”
Texto de imagem que circula pelo WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A viúva de Che Guevara, Aleida March de la Torre, nunca recebeu “aposentadoria por viuvez” do governo brasileiro. A “fonte” dessa “informação” é um texto publicado em um site satírico chamado A Conversa Pra Boi Dormir, hoje fora do ar. Não existe “aposentadoria por viuvez”, o teto das aposentadorias e pensões pagas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é de R$ 6.433,57. Por fim, o texto credita, de forma satírica, a informação a um gato que vive na “mansão presidencial” de Cuba.

Essa informação falsa circula na internet desde, pelo menos, 2014. Naquele ano, ele foi desmentido pelo E-farsas e pelo Boatos.org, que constataram que a origem satírica do conteúdo. Ele voltou a circular em abril de 2021.

Não existe “aposentadoria por morte”. O que existe é a pensão por morte, paga pelo INSS somente para dependentes de contribuintes do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) mortos ou declarados mortos pela Justiça. Obviamente, Ernesto Che Guevara, morto na Bolívia em outubro de 1967, nunca foi contribuinte, pois nunca viveu no Brasil.

Por fim, a pessoa que aparece na foto não é a viúva de Guevara, Aleida March de la Torre, e sim sua filha, Aleida Guevara.

Esse conteúdo também foi verificado pelo Aos Fatos, em 2019, e pelo Estadão Verifica, em 2018.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo