Tem certeza que deseja sair da sua conta?
Reprodução/Heuler Andrey/AFP
Reprodução/Heuler Andrey/AFP

#Verificamos: É falso que Lula usou jatinho para viajar escondido para Brasília na pandemia

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
07.maio.2021 | 18h40 |

Circula pelas redes sociais uma foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarcando de um jatinho. De acordo com a legenda da publicação, o registro mostraria o político ao chegar a Brasília recentemente. O texto diz que, por não usar um avião comercial ao viajar, ele estaria se escondendo da imprensa e do povo. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“O Lula da Silva chegando em Brasília e se escondendo da imprensa e do povo… Não seria esta uma ótima oportunidade de testar sua grande popularidade ??? … Que tal pegar um voo comercial !!! (…)”

Legenda de imagem em post no Facebook que, até as 18h de 7 de maio de 2021, tinha mais de 10 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A foto não foi tirada recentemente, e também não mostra uma viagem de Lula a Brasília. O fotógrafo Heuler Andrey, da AFP, fez o registro em 10 de maio de 2017, quando o ex-presidente viajou a Curitiba (PR) para prestar o seu primeiro depoimento como réu da Operação Lava Jato ao então juiz Sergio Moro, no caso do tríplex do Guarujá (SP). A cena ilustrou reportagens produzidas por vários veículos da imprensa na época, como Estadão, GaúchaZH, Gazeta do Povo e IstoÉ

Um vídeo publicado no canal do YouTube do jornal O Liberal, em 10 de maio de 2017, mostra o desembarque de Lula de um outro ângulo. Outras cenas também podem ser vistas em uma reportagem do G1. Nenhuma das pessoas que aparecem no registro está usando máscaras ou procura manter o distanciamento, o que indica se tratar de uma imagem anterior à pandemia da Covid-19. Mesmo assim, a gravação tem sido compartilhada no Facebook como se fosse atual.

A ida de Lula a Curitiba para o depoimento não foi secreta. O jatinho usado pelo ex-presidente foi cedido pelo empresário e ex-ministro do Turismo Walfrido dos Mares Guia. Houve poucos protestos na capital paranaense, em cumprimento a um pedido da Justiça Federal confirmado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Mesmo assim, algumas pessoas foram às ruas para criticar ou apoiar o ex-presidente, como mostra uma reportagem da TV Brasil


“(…) Afinal, segundo o STF, ele é a alma mais honesta do mundo (…)”

Legenda de imagem em post no Facebook que, até as 18h de 7 de maio de 2021, tinha mais de 10 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O Supremo Tribunal Federal (STF) não analisou se Lula era culpado nas condenações impostas pela Justiça Federal do Paraná na Operação Lava Jato. As sentenças foram anuladas porque o ministro do STF Edson Fachin entendeu que as ações sobre o tríplex do Guarujá e sobre o sítio de Atibaia deveriam ter tramitado em Brasília, por não terem relação direta com a Petrobras. Logo, elas foram reiniciadas e, com isso, Lula tornou-se inocente dessas acusações. A decisão de Fachin foi confirmada pelo plenário do Supremo em abril.

Além disso, o STF formou maioria em abril, por 7 a 2, para manter a decisão da Segunda Turma do tribunal, que considerou o juiz Sergio Moro parcial ao julgar o caso do tríplex. A análise foi paralisada após pedido de vistas do ministro Marco Aurélio Mello. Entre os problemas apontados para determinar a suspeição de Moro estão a condução coercitiva do ex-presidente para depor, a divulgação de conversas selecionadas obtidas por meio de escuta telefônica e a anulação do sigilo da delação premiada do ex-ministro Antonio Palocci, que ocorreu antes do primeiro turno das eleições de 2018.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo