A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

#Verificamos: Vídeo de ação criminosa no Rio Grande do Sul circula como se fosse de operação policial no Jacarezinho

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
10.maio.2021 | 18h45 |

Circula no WhatsApp um vídeo em que supostos policiais, usando roupas camufladas, atiram em um homem dentro de uma casa. De acordo com as publicações, a gravação teria sido feita durante operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro em Jacarezinho, que deixou 25 mortos na última quinta-feira (6). Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

“Operação no Jacarezinho”
Vídeo que circula no Whatsapp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, o vídeo que circula nas redes retrata uma ação criminosa que ocorreu no município de Santa Maria (RS), em 6 dezembro de 2020 e não tem qualquer relação com a operação da polícia civil na favela do Jacarezinho, no Rio de Janeiro, que deixou 25 mortos na última quinta-feira (6). A Polícia Civil do Rio de Janeiro também confirma que o vídeo não foi gravado durante a operação desta semana. 

Em dezembro do ano passado, homens vestindo fardas semelhantes às usadas pelo Batalhão de Choque e pela Força Tática da Brigada Militar do Rio Grande do Sul se passaram por policiais, invadiram uma casa e executaram Evandro Rodrigues dos Santos, 33 anos, a tiros. Conforme noticiado na imprensa, a situação aconteceu no bairro Urlândia, região sul de Santa Maria. O vídeo chegou a ser divulgado em portais locais

No último dia 6, 25 pessoas morreram em operação da Polícia Civil realizado no Jacarezinho, Zona Norte do Rio de Janeiro. A ação deixou o maior número de mortes já registradas em operações policiais em comunidades desde 2016, de acordo com a plataforma Fogo Cruzado. 

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo