Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Guinness Book não registrou recorde e não havia 1,3 milhão de motos em ato pró-Bolsonaro

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
14.jun.2021 | 16h58 |

Circula pelas redes sociais que o Livro Guinness dos Recordes registrou o recorde de 1.324.523 motocicletas que participaram de um ato político realizado no último sábado (12), em São Paulo. A motociata, batizada com o nome “Acelera para Cristo”, contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que foi multado por não usar máscara. Os veículos percorreram um trajeto que vai do bairro de Santana, na zona norte da capital paulista, até o Parque do Ibirapuera, na zona sul. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“1.324.523 motocicletas. Registrado no Guiness Book. 12/06/2021”
Texto em foto publicada no Facebook que, até as 12h de 14 de junho de 2021, tinha 217 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O evento não reuniu 1,3 milhão de motocicletas. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) de São Paulo calculou que havia aproximadamente 12 mil veículos desse tipo na motociata. “A SSP informa que a estimativa de público presente em manifestações é feita com base em recursos de mapas e georreferenciamento, baseadas nas imagens aéreas, que determinam a extensão principal da manifestação, bem como as ocupações em ruas adjacentes”, diz o texto. Também foi considerado o tamanho do congestionamento gerado pelo grupo naquele dia.

Um cálculo simples também mostra que seria impossível que o ato tivesse contado com 1,3 milhão de motocicletas. A Honda CG 160 Titan, uma das motos mais vendidas no Brasil, tem 2 metros de comprimento. Levando-se em conta a foto que circula nas redes sociais com a desinformação, aparecem aproximadamente 20 veículos alinhados lado a lado em cada fila horizontal. Logo, a quantidade sugerida pela imagem ocuparia uma extensão de 130 quilômetros – número cerca de 11 vezes maior do que o trajeto percorrido pelo grupo na cidade de São Paulo. Isso desconsiderando-se o espaço entre os veículos.

O suposto recorde também não foi documentado pelo Livro Guinness dos Recordes. Em nota, a entidade informou que não fez nenhum registro referente à motociata de sábado. “Após uma análise aprofundada, confirmo que o desfile de motocicletas que ocorreu em São Paulo, Brasil, em 12 de junho de 2021, não foi uma tentativa oficial de registro do Guinness World Records”, afirmou Alice Pagán, gerente sênior de relações públicas do Guinness World Records para a América Latina.  

Além disso, a publicação adota uma postura de neutralidade em relação a questões políticas. “Não aceitamos inscrições para recordes que consideramos ser politicamente motivados, e nos reservamos o direito de rejeitar ou cancelar uma inscrição para um recorde se considerarmos que isso promove uma agenda política. Como esse evento foi motivado politicamente, não permitimos qualquer uso do nosso nome, plataforma ou serviços”, esclareceu Pagán.

Uma versão similar dessa checagem foi feita por Estadão Verifica e Fato ou Fake.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo