Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Vídeo que mostra veículos incendiados em protesto foi gravado na Colômbia, não na Venezuela

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
15.jun.2021 | 20h39 |

Circula pelo WhatsApp um vídeo que mostra um pátio com dezenas de carros e motocicletas sendo incendiados e depredados por manifestantes. Um narrador diz que, naquele dia, foi promulgada a nova Constituição da Venezuela, que tirou direitos de todas as pessoas. Um grupo também faz uma barricada no meio de uma rua próxima, com motos. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

“Pois é, pessoal. Hoje foi promulgada a nova Constituição da Venezuela. (…) Isso é o comunismo. Vale lembrar as pessoas que gostam do PT, né? Então repasse esse vídeo porque isso pode acontecer aqui no Brasil em breve. Isso que está acontecendo, que vocês estão vendo nesse vídeo, é a revolta das pessoas”
Áudio em vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo não foi gravado na Venezuela, mas no município de Popayán, na Colômbia, no dia 28 de maio deste ano. Naquela data, houve uma série de protestos na cidade, parte da onda de manifestações contra o governo colombiano iniciada em abril. O epicentro do movimento é Cali, localizada no estado de Vale do Cauca. Popayán é a capital do estado vizinho, Cauca, e fica a apenas 139 quilômetros de distância, no sudoeste do país. Além disso, não houve promulgação de uma nova Constituição na Venezuela. Essa e outras das informações narradas na gravação foram desmentidas pela Lupa recentemente.

As cenas exibidas no vídeo ocorreram no estacionamento mantido pela Secretaria de Trânsito de Popayan. Por meio de uma busca reversa de imagens no Google, foi possível localizar uma reportagem de 30 de maio que falava do acontecimento, sem especificar a cidade ou o dia, mas que situava a cena na Colômbia. Ao pesquisar usando as palavras-chaves “protesto”, “motos” e “Colômbia” no Google, filtrando apenas os resultados de maio anteriores ao dia 30, chega-se a outra matéria, do dia 28, que fala especificamente sobre o incêndio no estacionamento de Popayán e inclui cenas de outro ângulo.

Uma busca no Twitter delimitando as publicações apenas ao dia 28 de maio e com as palavras-chave “Tránsito” e “Popayán” traz uma série de vídeos do protesto, inclusive registros feitos pela polícia e uma das primeiras publicações da gravação que motivou essa verificação. O post foi feito pelo usuário @criscamp35, que apoia as manifestações. “Hoje, sexta-feira, a @ColombiaHumana_ obedece o chamado de @petrogustavo“, diz a legenda. O ex-prefeito de Bogotá, ex-guerrilheiro e atualmente senador Gustavo Petro, citado no tuíte, é o fundador do movimento de oposição Colômbia Humana. 

O vídeo que circula pelas redes sociais traz pelo menos outros três sinais de que o incidente ocorreu na Colômbia. Bem no início, aos 8 segundos, e perto do final, aos 52 segundos, é possível ver manifestantes carregando a bandeira do país. Aos 35 segundos, a câmera mostra a rua ao lado do estacionamento e aparece uma empresa chamada Oxicauca. Uma busca no Google Maps mostra a localização exata do estabelecimento e, consequentemente, do estacionamento que foi alvo da manifestação. Uma gravação do dia 29 mostra as consequências do incêndio. A prefeitura da cidade também foi incendiada.

Uma versão similar desta checagem foi feita pelo Boatos.org.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo