Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É montagem foto de Kim Kataguiri e parlamentares do PT e PSOL com capa de livro feminista

Repórter (especial para a Lupa) | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
06.jul.2021 | 14h01 |

Esta publicação foi corrigida às 11h53 do dia 8 de julho de 2021. Veja abaixo.

Circula pelas redes sociais uma foto compartilhada pelo jornalista Rodrigo Constantino que mostra alguns parlamentares segurando e apontando para a capa do livro Pare de se Odiar, da escritora Alexandra Gurgel. Entre os políticos que aparecem destacados estão o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), no canto esquerdo, apontando para a capa; a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), segurando o livro; e a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ), à direita. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Olha só o ‘liberal’ aí…
PsolKids cada vez mais petista”

Foto compartilhada pelo jornalista Rodrigo Constantino no Twitter que, até as 14h do dia 5 de julho de 2021, foi retuitada mais de 1,7 mil vezes 

FALSO

A imagem analisada pela Lupa foi digitalmente modificada. Uma foto de parlamentares com o superpedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), entregue no dia 30 de junho, foi adulterada para incluir um cartaz falso sobre valorização do corpo de mulheres  e compartilhado como se fosse real. Na ocasião, políticos de diferentes partidos seguravam e apontavam para o pedido — um documento de 271 páginas — que seria protocolado na Câmara dos Deputados. Esse documento, que aparece na mão da deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), foi substituído pela capa do livro Pare de se odiar, da escritora Alexandra Gurgel. 

Uma busca reversa em plataformas de pesquisa como o Google confirma que a foto dos congressistas segurando o superpedido foi publicada em diferentes portais de notícias, como por exemplo o Metrópoles e Correio da Bahia. Essa mesma foto também foi compartilhada, sem crédito, em perfis no Twitter de ativistas e políticos que acompanharam a entrega do documento, como o jornalista e ex-candidato a vereador de São Paulo William de Lucca (PT). 

Foto da mesma cena, registrada de outro ângulo, também foi compartilhada por deputadas que estiveram presentes durante a entrega do pedido, como a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ) e Fernanda Melchionna (PSOL-RS). Ela mostra que não havia nenhum cartaz, e sim, um documento de várias páginas.  

A apresentação do superpedido de impeachment do presidente, na última semana, reuniu representantes de variadas correntes ideológicas e, por isso, políticos de diferentes vertentes aparecem na mesma foto. O pedido foi articulado pelo PSOL, PT, PC do B, PDT, PSB, Rede, UP, PV e Cidadania juntamente a ex-bolsonaristas como Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joice Hasselmann (PSL-SP), e ao Movimento Brasil Livre (MBL), representado pelo deputado Kim Kataguiri (DEM-SP).  

A Lupa procurou Constantino, que não respondeu. Esse conteúdo também foi verificado pelo Aos Fatos.

Correção às 11h50 do dia 8 de julho: Inicialmente, a reportagem dizia que a capa do livro Pare de se odiar era um cartaz. Essa informação estava incorreta. A checagem foi corrigida para incluir essa informação.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo