Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É montagem vídeo em que Lula diz que o ‘PT era uma organização criminosa’

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
12.jul.2021 | 19h03 |

Circula pelas redes sociais um vídeo de uma entrevista do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em que ele diz que o PT seria “uma organização criminosa”. Ele também aparece falando que era o chefe e tudo o que fez no governo, foi para roubar. Em outro trecho, Lula diz que, se for candidato, será para ganhar a eleição, “se Deus quiser, com a ajuda do povo baiano”, porque lá “você dá R$ 10 para um pobre, vira consumidor”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

“Lula diz que PT é organização CRIMINOSA”

Legenda de vídeo compartilhado no Facebook e no WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. As falas de Lula foram editadas e retiradas do seu contexto original, depois de serem extraídas de uma entrevista à Rádio Metrópole, de Salvador, de 2017. Na ocasião, o ex-presidente falou sobre o início da caravana Lula pelo Brasil, que percorreria vários estados, discutiu a situação política e econômica do país e também respondeu a perguntas sobre denúncias de corrupção na Petrobras envolvendo o PT – e foi desse momento que foram retirados os trechos exibidos no início do vídeo.

Aos 22 minutos da entrevista, Lula foi questionado sobre se o partido havia errado no escândalo do Petrolão. Ele respondeu que acreditava que os procuradores do Ministério Público Federal que participavam da força-tarefa da Operação Lava Jato, juntamente com os agentes da Polícia Federal, haviam construído uma mentira: “A mentira é o seguinte: é que o PT era uma organização criminosa. O PT foi criado para ser a nave-mãe. O PT era a nave-mãe. Então o PT era uma organização criminosa, e o Lula, como era a pessoa mais famosa da organização criminosa, era o chefe. Portanto, tudo o que o Lula fez no governo – porque o que está em julgamento não é o Lula, é o meu governo –, tudo o que o Lula fez no governo foi para roubar. Essa tese não se sustenta.” Em seguida, ele afirma que essas pessoas não têm mais como sair da mentira que contaram e rebate algumas acusações.

No vídeo editado, a fala foi exibida da seguinte forma: “O PT era uma organização criminosa. O PT foi criado para ser a nave-mãe. O PT era a nave-mãe. Então o PT era uma organização criminosa, e o Lula, como era a pessoa mais famosa da organização criminosa, era o chefe. Portanto, tudo o que o Lula fez no governo foi para roubar”. A imagem também sofreu um corte para mostrar apenas o ex-presidente e omitir a presença do entrevistador, Mário Kertész.

O trecho em que ele teria dito que na Bahia “você dá R$ 10 para um pobre, vira consumidor” também foi editado e já foi usado em outro post falso desmentido pela Lupa. Na gravação que circula atualmente, foi feita uma combinação de dois momentos diferentes da entrevista, que não têm nenhuma relação entre si. 

O vídeo original mostra que ele faz a seguinte afirmação, aos 37 minutos: “Se eu for candidato, serei candidato para ganhar, se Deus quiser, com a ajuda do povo baiano. Você sabe que aqui esse povo tem um carinho por mim. Eu acho que em outra encarnação eu era baiano”. Mais tarde, aos 45 minutos, o ex-presidente fala que é preciso avançar na inclusão social e explica o porquê: “Vamos dar uma chance ao povo de resolver o seu problema. Vamos incluí-lo no mercado. É R$ 10. Você dá R$ 10 para um pobre, vira consumidor. Você dá R$ 10 milhões para um rico, vira uma conta bancária. Então é preciso apenas a gente saber lidar corretamente com o povo”.

Na versão manipulada da conversa, as afirmações de Lula ganharam sentido completamente diferente: “Se eu for candidato, serei candidato para ganhar, se Deus quiser, com a ajuda do povo baiano. Você sabe que aqui você dá R$ 10 para um pobre, vira um consumidor. Então é preciso apenas a gente saber lidar corretamente com o povo”.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo