A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Foto de manifestação no Rio é antiga e não tem relação com ato pelo voto impresso

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
04.ago.2021 | 16h00 |

Circula pelas redes sociais uma foto da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, com a rua tomada por manifestantes vestindo verde e amarelo. A imagem é atribuída ao ato de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no domingo (1º) em defesa do voto impresso. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“01/08/2021
Brava gente brasileira! 😍
Copacabana, RJ 💚💛🇧🇷
#VotoImpressoAuditávelJá”
Legenda de foto que, até 15h do dia 4 de agosto de 2021, havia sido compartilhada por 1,9 mil usuários no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A foto circula nas redes sociais pelo menos desde agosto de 2015, quando ocorriam manifestações pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT). Não há relação com os atos recentes de apoio ao voto impresso.

Fazendo a busca reversa em sites de pesquisa, não foi possível determinar a data original de publicação e a autoria da foto analisada. No entanto, constata-se que a imagem circula, ao menos, desde 16 de agosto de 2015. Algumas publicações nas redes sociais — entre elas, a do então deputado federal Fernando Francischini (PSL-PR) — atribuem a imagem aos protestos daquele dia pelo impeachment de Dilma registradas em todos os estados e no Distrito Federal. Na capital fluminense, os manifestantes se concentraram na praia de Copacabana, zona sul da cidade.

Era a terceira manifestação nacional contra a petista em 2015, embalada pelos desdobramentos da Operação Lava Jato. Na semana anterior aos protestos, apenas 8% dos brasileiros avaliavam seu governo como ótimo ou bom e 71% o consideravam ruim ou péssimo, segundo pesquisa do Datafolha.

No último domingo (1º), Copacabana foi o local escolhido para um novo protesto, desta vez a favor do presidente Bolsonaro e em defesa do voto impresso. Além da localização em comum, os manifestantes também vestiam verde e amarelo.

Apesar de já ter admitido que não tem qualquer prova de fraude nas urnas eletrônicas brasileiras, Bolsonaro tem colocado em dúvida a realização das eleições de 2022 caso não seja implementada a impressão de um comprovante em papel do voto. Como a Lupa mostrou, o mandatário tem repetido informações já desmentidas e teorias da conspiração para questionar a lisura do processo de votação, ao passo que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reitera sua segurança. Na segunda-feira (2), o TSE pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que Bolsonaro seja investigado por disseminação de informações falsas sobre as urnas.

Essa informação também foi verificada por Aos Fatos, UOL Confere, AFP e Estadão Verifica.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo